sábado, 30 de agosto de 2014

Últimas

Leia a entrevista de Carlos Alberto Farias ao JORNAL NOROESTE sobre o futuro do Juventus.

      
Carlos Alberto Farias 
(Foto Jornal Noroeste)

 

Últimas notícias

Comissão Técnica para a temporada de 2015.

Após a apresentação do novo projeto do Juventus Atlético Clube, e a definição da volta da equipe na disputa de uma competição profissional, o Diretor de Futebol do Juventus A. C. Carlos Alberto Farias informa aos torcedores, a comissão técnica para a equipe profissional do Juventus para o ano de 2015.

A comissão técnica do Juventus para a categoria profissional no ano de 2015, será a seguinte: Treinador: Jair Rodrigues (Jajá); Preparador Físico: Alexandre Chitolina (Bugre); Treinador de Goleiros: Dion dos Santos (Dion);  Diretor Departamento de Futebol: Marcos Knorst (Migue); Diretor de Delegação: João Altamiro Martins Primo (Bolinha) e Diretor do Departamento de Estruturas: Clademir Massaia (Chico Massaia).






Técnico Jair Rodrigues (Jajá) e o Preparador Físico Alexandre Chitolina (Bugre).




sábado, 23 de agosto de 2014

Clubes



YPIRANGA FUTEBOL CLUBE

Com a instalação do Quartel – 1º Quartel – 1º RCT em Santa Rosa,  aos fundadores profissionais que vieram dos mais diversos recantos do Brasil, Oficiais, Subtenentes e Sargentos, Cabos e Soldados  juntaram-se os conscritos da região selecionados para o serviço militar obrigatório.
No Brasil, desde então, em qualquer turma de piasedo reunido, havia, como há, uma bola que os une e os separa ao mesmo tempo.
Unem-se todos na pratica da pelada, mas, não esqueçamos que jogam por times diferentes. Os de camisa contra os sem camisa.
A escolha para a formação das equipes é atribuída a pretensos capitães. Cada um indica um, alternadamente até se formar o time ou os times com  o número legal de jogadores ou em maior número dependendo da combinação e o acerto entre os selecionadores.
Se há uma praça, num pátio de colégio ou em qualquer terreno baldio ou pedacinho de terreno o jogo já está formado.
Imagine-se entre o efetivo de uma Unidade Militar.
Deste congraçamento teria surgido no Quartel e cercanias o Ypiranga Futebol Clube.
Havia um time de âmbito interno chamado DUQUE DE CAXIAS. Jogava pouco porque na época estava em vigor uma portaria que proibia jogos com ou contra civis. 
O idealizador, fundador e técnico foi o Sargento Alcibiades Schulz. Quando no desempenho das funções de treinador em determinadas jogadas dizia sempre: “Abre Zacarias”!
Sua primeira sede deve ter sido numa Pensão da família Oliveira, existente na Avenida Coronel Ladário, sendo lindeiros com as terras do Quartel.
O dono da Pensão por nome Valério Oliveira já era vidrado no futebol tanto que jogara num time do Lajeado,  onde morou.
Era daqueles “beques” que, embora, talvez não existisse o refrão como a bola vinha voltava não interessando para onde: “bola pro mato”... e fruía com alegria de sua própria façanha.
Um filho do Valério, Miro Oliveira seguiu os passos do pai. Foi também zagueiro e chutava a bola para qualquer lado em defesa de seu time.
Eis que começa a frequentar a Pensão um ferroviário vindo de Santa Maria, que teria ficado para tratamento de saúde.
Aqui permaneceu.  Abriu um bar como si dizia na época que começou a funcionar paras mini-encontros sociais e eram frequentadores atletas do Ypiranga. Para distração uma mesa de bilhar  e um carteado. Ali passou a ser a sede da agremiação. 

O ferroviário referido era ADÃO MONTEIRO (foto acima e ao lado) que com grande iniciativa incrementou o estabelecimento passando, também, a ser dirigente máximo do clube.
Remodelou o time e contratou jovens promessas da cidade.
Numa dessas ocasiões como já referi houve um encontro nesse local visando um “contrato”com Adroaldo Liberalli, Paulo Pinto e Jayme Araujo promessas do juvenil do Paladino. O acordo não aconteceu. Depois os três, com fundação do Juventus passaram a defender as cores do clube do Prof. Albino Werlang. 
Adão Monteiro era homem de visão. Foi aumentado o seu comércio, granjeando a freguesia passando a trabalhar com café que “importava” de Santa Maria.
Fundou então ORGANIZAÇÕES YPIRANGA uma mescla de padaria e confeitaria e instalou-se onde hoje é a FECOPEL, na rua Cristóvão Colombo.
Consta haver na calçada ainda hoje lajotas com inscrição do nome do time e da empresa.
O Patrono ADÃO MONTEIRO, foi por longo tempo o Rei Momo da cidade.

A CESAR O QUE É DE CESAR
O Ipiranga Futebol Clube disputou partidas emocionantes com o Paladino. Certa feita arranjou um goleiro bom, cheio de estilo, que se chamava Neter ou algo parecido. Esse escriba, iniciando-se como escrevinhador no jornal A SERRA e como era fã do referido arqueiro só viu no jogo as defesas brilhantes que este fizera, ressaltando sua alta qualidade, em detrimento dos demais jogadores.
Pareceu que a partida fosse um banho total do Paladino.
No domingo seguinte, ou na edição posterior da SERRA, saiu um artigo com o titulo A CESAR O QUE É DE CESAR, no qual o presidente Adão Monteiro tentava colocar as coisas em seu devido lugar:

Mas tratemos sobre o time: Sem observar posições os primeiros jogadores foram  Dário – Viriato – Wilson Codinotti – Waldir de Paula – Dari Ponciano Nazarof – Edemar Lima –Décinho Nascimento – Celso – Cabrera – Helio Madureira – Ruy Jaeger, Darci Kanitz e Rebolo, ponta esquerda titular do Paladino, mas que, por ir servir foi “aconselhado” a defender as cores do Ypiranga que eram vermelho e preto.
Colaboração de  João Jayme Araujo

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

PROJETO


JUVENTUS FORTE

Em reunião ocorrida na última segunda-feira, 18 de agosto de 2014, a Direção do           Juventus Atlético Clube aprovou o início dos trabalhos do Projeto Juventus Forte, assim como, parte do processo de campanhas de sócios. Para seguir na linha da transparência, está sendo divulgado o trabalho a ser desenvolvido:
1-      O elenco  Profissional será montado com jogadores regionais  com idade de juniores e, jogadores profissionais da região que queiram voltar para a vitrine. Á partir dessa montagem, buscaremos  por empréstimo nos clubes da série A, jogadores que não estão sendo aproveitados, mas, que o clube só aproveitará os mesmos em 2016/17. Esses jogadores virão para dar sustentação ao elenco em alto nível. 
Além da segunda divisão  gaúcha, o clube jogará vários amistosos durante o ano, para que o clube não entre em recesso, já que, o Juventus trabalhará o ano todo e não somente durante a competição, pois, o objetivo é manter todos os atletas em atividade. 
2-      A equipe juvenil jogará o gaúcho da categoria e torneios nacionais, com possibilidade de um torneio internacional.
3-      As categorias abaixo do juvenil e acima do Sub 11, jogarão torneios nacionais, 1 competição a nível estadual e torneios de grande porte, onde participam clubes de alto nível. Essa ação é necessária, para que tenhamos parâmetros na formação de atletas futuros. 
4-      As categorias  abaixo da Sub 11, jogarão torneios regionais em campo reduzido (futebol sete) e possivelmente o estadual da categoria. Também jogará 2 torneios internacionais (Argentina e Paraguai).
5-      Todas as categorias da escolinha participarão de competições regionais, pois, entende-se que todos os jogadores precisarão ir adaptando-se ao novo sistema de trabalho. 
6-      Todas as categorias de base, assim como as escolinhas, seguirão o sistema de jogo implantado pelo profissional.
7-      O sistema de trabalho seguirá uma linha única, desenvolvido especialmente para formação de atletas de qualidade técnica e alto nível, onde primaremos principalmente na adoção de sistemas modernos, com resultados extremamente eficientes. 
8-      A montagem da comissão técnica do profissional, está  sendo realizada com critérios bastante arrojados, pois, será de profissionais com capacidade técnica, liderança de grupo, ideias de futebol moderno, educação (hoje não se ganha no grito), trabalhador, aptidão para olhar atletas da base, que tenha conhecimento de vestiário e adapte-se ao plano de trabalho a médio/longo prazo. 
9-      Nas categorias de base, está sendo realizada em cima de um projeto que todos os profissionais tenham capacidade e educação para lidar com crianças e jovens talentos.
10-   O projeto Juventus Forte prevê uma equipe competitiva, com futebol bonito e moderno, fazendo com que todo jovem regional queira chegar ao profissional, para depois galgar um clube maior. Esse projeto se desenvolverá ao longo de 5 anos, independentemente das mudanças de profissionais comandantes e Diretoria em Geral. 
11-   O elenco de atletas iniciará na segunda quinzena de setembro e o anúncio da comissão técnica completa será no dia 30 de agosto de 2014. 
CARLOS ALBERTO FARIAS -  Diretor de Futebol                                           
ANTÔNIO BOICZUKPresidente

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

DIRETORIA

ANTÔNIO DE SOUZA BOICZUK REASSUME A PRESIDÊNCIA O JUVENTUS A.C.


Clique AQUI para saber mais...