segunda-feira, 29 de julho de 2013

Copa Carlos Eduardo

Categoria Sub 13 do Juventus aplica nova goleada

Jogando pela 5ª COPA CARLOS EDUARDO DE FUTEBOL DE CAMPO, CATEGORIAS DE BASE/2013, em CORONEL BARROS – RS, no ultimo domingo, dia 28 de Julho, a garotada do Juventus Categoria Sub 13, fez novamente uma brilhante apresentação, na 6ª rodada da competição,  aplicando uma histórica goleada de 18 a 0, no Cetremis/XV de Novembro, mostrando a qualidade do trabalho que está sendo feito na base do Juventus. Os gols do Juventus formam marcados por Ronald Zaiakoski 4 gols, 3 gols de Ricardo Bittelkon, 3 gols de Bruno Gerlach, 3 gols de Cristian Viana, 2 gols de Ruan Girardon, 1 gol de Arthur Necker, 1 gol de Vagner Massaia e 1 gol de Gabriel Leite. Parabéns garotada.

Veja os outros resultados da 6ª RODADA  
Dia: 28/07/2013 – DOMINGO  
LOCAL: Campo da SER Ipiranga – Coronel Barros  
SUB 17 9h00
SER Ipiranga/CMD Cel. Barros 4X0 Juventus/Tomé de Souza A  
SUB 13 10h30  
CFE Tricolor 6X1 Grêmio Cruz Alta  
SUB 11 13h15  
Ser Santo Ângelo/ACESA 0X2 Cetremis/XV de Novembro
SUB 15 15h45
 Cetremis/XV de Novembro 0X5 Juventus/Tomé de Souza
 DOMINGO – 28/07/2013  
LOCAL: Local campo do Piratini - PANAMBI
SUB 9 13h30  
Clube Esportivo Cometa 3X2 Greminho Condor  
SUB 11 14h30  
Greminho Condor 4X0 Clube Esportivo Cometa

Fonte: clique aqui.


sexta-feira, 26 de julho de 2013

Por Onde Anda?

ALFREDO MORÉ


Filho de Norberto Moré e de Helena Maria Joner Moré. Casou em Porto Alegre com Lygia Brun Moré e tiveram seis  filhos e quinze netos.  Possui o Curso Primário completo e era conhecido pelo apelido de Dino.
É o único fundador remanescente do Paladino F.C. Seu pai, Norberto Moré, em conversa com Waldemar Simeão e ambos resolveram fundar um time de futebol para fazer frente ao Ypiranga, Operário e outros existentes na época.
Da infância, Allfredo se lembra dos jogos de futebol no Campo do Pessegueiro.
Sua vida esportiva, iniciou no Paladino FC, primeiro como fundador, depois, atleta e como tesoureiro, fez parte da Diretoria.
Além de atleta, exerceu a profissão de pintor e de inspetor de educação.
É torcedor do Sport Club Internacional de Porto Alegre. Hoje aposentado reside na capital gaúcha.
Para a fundação do Paladino, as reuniões e a sede provisória eram na casa do futuro presidente: Norberto Moré, que tinha dois filhos homens, Alfredo (Dino) e Arnildo.
Fizeram parte da diretoria, Alberto Samaniego, atleta paraguaio, como refugiado político de seu país - o Paraguai. Jogou como centroavante e era goleador nato. Importou um irmão, Leo, que depois de uma breve passada pela cidade, foi para Santo Ângelo, jogar no Grêmio, de onde teria ido para Porto Alegre.
Reneu Steffen - Filho de um antigo e conceituado comerciante, Fernado  Steffen, estabelecido junto à Praça da Independência, onde trabalhava. Torcedor apaixonado pelo time.
Jacob Mander -  Também atleta que alegrava em jogar. Beque central, de onde a bola vinha, voltava. Cativou a torcida com sua maneira tosca e brincalhona de atuar.
Alfredo Moré - Nosso craque de hoje.  Nos primeiros jogos atuou como back esquerdo. Depois cedeu o lugar para Nino Cappellari. Permaneceu atuando quando chamado e exercendo a sua função na diretoria.
Waldemar Simeão - Aportou em nossa terra, vindo de Gravataí, daí a origem do nome Paladino, mesma denominação do clube da cidade de onde viera. Escolheram camisetas nas cores vermelho e branco em listas verticais.   Simeão, funcionário da polícia, também “enganava” como jogador de futebol.        

Foto 01 - Alfredo (Dino) Moré, fundador do Paldino F.C.
Foto 02 - Norberto Moré (pai), fundador e primeiro presidente e Alfredo Moré (filho), vestindo o uniforme do Paladino F.C.
Colaboração de João Jayme Araujo/POA.     

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Notícias

DUAS GOLEADAS NA COPA DUNGA
 
O Juventus se deslocou até a cidade de Ijuí, no sábado, 20, para disputar mais uma rodada da Copa Dunga, no campo do SESC, nas categorias Fraldinha e Pré-mirim. Os jogos foram disputados abaixo de muita chuva e muito frio e como recompensa para a garotada, foram duas vitórias com duas grandes goleadas, o que fez esquentar o ambiente.
Na Categoria Fraldinha, a meninada enfrentou a equipe do Modelo de Ijuí e o resultado foi uma goleada por sete a zero, com destaque para o atleta André Kruger que anotou quatros gols. Já na Categoria Pré-mirim, outra goleada, agora por oito a um, contra o Dimicron, com destaque para o atleta João Afonso que marcou em quatro oportunidades e Diogo Wolkmer, que além de dar quatro assistências , balançou a rede adversária por três vezes.
Parabéns a gurizada juventina, pelos grandes resultados.

terça-feira, 23 de julho de 2013

Notícias

PALADINO F.C. COMEMORA ANIVERSÁRIO


Com um almoço, no sábado, 21, na sua sede social, o Paladino F.C. de Santa Rosa, comemorou seus 67 anos de atividades. Na oportunidade a Direção reuniu autoridades, ex-atletas, parceiros e convidados para uma bela confraternização. Foram homenageados   com Medalha de Honra, vários ex-atletas e membros da diretoria que prestaram serviços ao clube.
Fundado em 21 de julho de 1946, o Paladino desativou seu departamento de futebol  no inicio da década dos anos 1970. Hoje, mantém várias atividades sociais de apoio a comunidade, com projeto de ampliação.
Atualmente, o clube é presidido pelo desportista  Presidente Irineu Donini, que fez durante o almoço um agradecimento a todos os presentes. Também falou o Sr. Paulo Madeira, que com muita emoção contou várias passagens da bela história do clube. Parabéns Paladino, que fez história no futebol de Santa Rosa, tendo como principal rival o E.C. Aliança, fazendo clássicos memoráveis, primeiro no Estádio do Pessegueiro, depois no Estádio Carlos Denardin.
Mais sobre a história do Paladino clique AQUI.

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Por Onde Anda?

ALCEU MEDEIROS


Nasci em Santa Rosa/RS., no ano de 1941, filho de  Paulino Medeiros e Dorcina Portinho Medeiros. Tive o apelido de Tigrinho.  Sou formado em Direito e cursei dois anos de Economia.

A minha infância foi muito difícil e 
ao mesmo tempo muito boa. Difícil porque a gente não tinha calçados para usar. O primeiro calçado que usei se chamava alpargatas. Muito boa (a vida), porque tinha um riacho perto da minha casa (o rio Pessegueirinho), que quando transbordava, enchia à várzea de peixes e bastava pegá-los no tapa (traíras, jundiás e muitos lambaris). Também, tinha um campinho de futebol onde se jogava de pés no chão. O problema é que tinha um pé de tuna atrás de uma goleira e quando a bola chegava lá, furava. O pé de tuna (perto da casa do Raul Meneguini, o xerifão da área do Aliança) também é chamado de cacto. O mais divertido é que tinha um canal de água perto de casa, para impulsionar uma roda gigante, de um curtume de couros (do Fenner) e a gente se largava no canal, até bem pertinho da roda e antes de chegar nela, a gente se agarrava numa trava que tinha bem no final e voltava pelo canal, mesmo para repetir a proeza. Hoje, chamam isso  de esportes radicais. Depois, o pai que trabalhava no curtume, se mudou para a Rua Caxias, bem ali onde a polícia matou o Pala Branca, o Robin Hood missioneiro. A cruz, que assinalava o local da morte do Pala Branca, ficava bem defronte à casinha, (sabe aquela onde antigamente a gente fazia as necessidades) e de noite, era um problema para gente ir até lá..., pois ficava (a cruz) na cara da gente. Uma vez, meu pai ficou cheio da situação e jogou um punhado de bolitas (bolas de gude) na tal de casinha e eu não tive dúvidas. Enterrei-me até os joelhos e catei uma por uma das minhas bolitas. Fiquei cheirando mal por uma semana. O bom era que a gente só tomava banho uma vez por semana, naqueles chuveiros improvisados, ou seja, uma lata de querosene que a gente enchia de água fria e depois botava água quente. A operação era muito cansativa, daí a razão de tomar só um banho por semana. Bola, a gente jogava sábado de manhã e de tarde e ainda domingo pela manhã, no tal campinho das tunas ou então no estádio do Pessegueiro, lá perto do cemitério. Sempre tinhas uns torneios. A bola era de tento e tinha que ser cheia com um bico próprio e uma bomba de encher pneu de bicicleta. As chuteiras eram de bico duro. Valia tudo nesses jogos, menos xingar a mãe do outro. Depois, veio o Sepé Tiaraju, time de pobres, dos pés no chão. Os times que existiam em Santa Rosa, eram dos engomados e não deixavam nem a gente treinar. A maior alegria foi o dia em que o Sepé ganhou um campeonato citadino em cima do bicho papão, que se chamava Aliança. O Meneguini não se conforma até hoje e diz que a gente comprou o juiz daquele jogo. Bobagem.  Choro de perdedor é assim mesmo. À noite houve um baile na sede do Sepé e quebrou o maior pau entre os associados, pois tinha muitos jogadores do EC Aliança  (e também do Paladino), que eram associados do Sepé e não gostaram das flautas.

Torcia pelo Paladino, porém sempre joguei no Sepé, onde a gente era meio jogador e meio dirigente. A diretoria do Sepé era constituída, quase só de Medeiros (Aldo Medeiros, Engo Medeiros, Dino Medeiros e Alceu Medeiros. Eu, por exemplo, jogava com um olho na pelota e com o outro na bilheteria, caso contrário sobrava pra eu pagar tudo. Sou torcedor do Sport Clube Internacional, é claro, campeão de tudo. Aposentado da Secretaria da Fazenda do Estado, desde 1989, depois a gente virou operador do Direito (advogado).
Minha atividade esportiva, hoje, é só na arquibancada (quando joga o Esportivo) e depois torcedor fanático defronte da TV, quando joga o Inter ou o Grêmio (secando).
Fui dirigente só do Sepé Tiaraju. Depois disso, nunca mais. Valeu a lição. Maior feito: contratei o Paulinho Araujo, como treinador, depois que ele saiu do Grêmio, onde foi preparador físico.

Foto 01 - Com a esposa Vera e a filha Maria Eduarda na colação de grau em Direito, na UCS, da Vera. 
Foto 02 - Com o uniforme do Grêmio Esportivo Sepé Tiarajú de Santa Rosa. 

Colaboração de João Jayme Araujo/POA.

Histórias do Futsal

LOSCA

 Em pé , da esquerda para a direita: Evaldo Lehr(técnico), Elton Zielke,Artur Lorentz, Tonho Kerber, Eduíno Lorentz, César Ceratti, Kako Joner, Scalco e Toni Lorentz. Agachados, na mesma ordem: João L. Gruber, Renato Scalco, Rubin Krieger, Chico Zoehler, Heinz Lorentz, Walter Lorentz e o massagista Protásio  Medeiros.

Santa Rosa viveu temporadas interessantes em matéria de futsal, lembrando o futebol de salão, é claro. Muitas equipes, em épocas diferentes, se destacaram e levantaram títulos.
Entre elas, destacamos um grupo de jovens, na década de 1970, quando se reuniram e criaram o LOSCA. Um grupo vibrante, de jovens talentosos, aliados a determinação, que levavam muitos torcedores ao Ginásio Municipal, pela qualidade de seu futebol. Foram campeões municipais em 1976 e 1978. Portanto, bicampeões.

Como muitos integrantes do grupo de atletas pertenciam a duas famílias tradicionais da cidade, Lorentz e Scalco, fundiram os dois sobrenomes e formaram a sigla LOSCA (Lorentz e Scalco) e assim batizando o grupo para fazer história no esporte local.
Por motivos diversos, o grupo se desfez, mas serviu de base para a montagem do plantel do Juventus AC. Para lá foram o goleiro Renato, mais Babá, Heinz, Chico Zoehler, entre outros. O Juventus participou do Campeonato Estadual de 1979 a 1986, do ainda chamado futebol de salão e fez história com grandes jornadas que incendiava a torcida que lotava o Ginásio Municipal de Esportes.

segunda-feira, 15 de julho de 2013

PREMIAÇÃO COPA BUTIÁ 2013

 JUVENTUS FOI O DESTAQUE DA COMPETIÇÃO



Foi realizado nesta sexta-feira, 12 de Julho ás 20 horas nas Dependências do Salão da Comunidade São Luiz no Bairro Hortêncio o Jantar dos Campeões, com a entrega da premiação da 4º Edição da Copa Butiá (Regional Mirim e Infantil de Futebol de Campo), evento que foi realizado pela Contur e União dos Clubes Giruaenses, onde o Juventus recebeu o troféu de campeão nas duas categorias disputadas: mirim e infantil, além de goleador Augusto Stefan, o goleiro menos vazado Mateus do Santos e o Atleta chuteira de Ouro Vinicus Sefovitz.

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Por Onde Anda?


CHARLES DANILO JONER
 

Nasceu em Santa Rosa/RS., em 10 de fevereiro de 1933.  Filho de Alfredo Joner e Idalina Dapper Joner.  Tinha apelido de Chaplin.

Casou-se com Maria Augusta Fernandes e tiveram quatro filhos Carlos Augusto (Kako) Rosângela (Suzi) Paulo Danilo (Keko) e Cláudio (Coelho). Nove netos: Joana, Júlia, Cintia, Vinicius, Artur, Leandro, Cátia, Enrique e Joaquin. Grau de escolaridade: segundo grau completo
Passou a infância na chamada cidade velha de Santa Rosa, em torno do Colégio Liminha. Desde muito pequeno jogava bola, caçava passarinho e tomava banho no rio Pessegueiro. Estes foram seu passatempo preferido. Quando ganhou sua primeira pelota, aos nove anos de idade, o sair pelo portão de sua casa, deu um baita de um balão, arremessando sua bola para muito longe, rindo, na mais pura felicidade.


Começou jogando nos potreiros, próximo ao Edmundo Pilz, abaixo do hoje Hospital Vida e Saúde. Logo depois fundou dois times de futebol infantil, o primeiro com camisetas listradas, vermelha e branca e, o outro, azul e branco, pegadas diretamente da loja de Secos e Molhados de seu pai Alfredo Joner.

Já, com dezesseis anos de idade, estudando no Ginásio Salesiano Champagnat de Cruz Alta, ao voltar de férias, foi convocado para jogar no seu primeiro e único clube - o glorioso alvo rubro Paladino, no qual foi um dos maiores goleadores da cidade de Santa Rosa. Centroavante, de um potente chute de direita, assinalou gols com ambos os pés, mas raramente marcava de cabeça. Na sua conta, entra três gols olímpicos e um de voleio, inesquecível, na cidade de Leandro Alen – Misiones / Argentina (onde os torcedores castelhanos, o batizaram de El Didi – o “folha-seca”, ao ser carregado nos ombros de los hermanos, ao término da partida), e muitos outros de fora da grande área – verdadeiros balaços. Foi ainda convidado para jogar no Novo Hamburgo / RS, mas preferiu seguir jogando perto de seu Pessegueirinho.

Charles lembra ainda, que chegou jogar como convidado pelo Juventus de Santa Rosa, time do Jaime Araújo e do saudoso Mulita, em Oberá – Misiones / Argentina, jogo este, que terminou em um intenso empate de 2 x 2.

Torcedor desde sempre do 
Sport Club Internacional de Porto Alegre e com oitenta anos de idade, aposentado, Charles que já foi sócio-proprietário da empresa Móveis Joner. Hoje, vive comodamente em seu apartamento na principal avenida de sua cidade natal – Rio Branco, 335.




 Colaboração de João Jayme Araujo/POA.

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Copa Butiá

Jantar dos Campeões.

 Juventus o grande campeão do torneio, receberá premiação pela conquista em duas categorias.

Será realizado nesta sexta-feira dia 12 de Julho ás 20 horas nas Dependências do Salão da Comunidade São Luiz no Bairro Hortêncio a Janta dos Campeões, tradicional Festa de entrega da premiação do Campeonato Municipal de Futebol de Campo - Edição 2013, e da 4º Edição da Copa Butiá (Regional Mirim e Infantil de Futebol de Campo). Com o objetivo de valorizar de forma ímpar todos os atletas que enalteceram esses dois grandes eventos de nosso Município. Idealizada no ano de 2009 a Janta dos Campeões é um dos diferenciais do Esporte Giruaense, onde ao receber a premiação em um ato solene valorizamos ainda mais aqueles que brilharam nos gramados conquistando por honra e mérito o direito de subir no lugar mais alto do podium.
Junto no cerimonial de entrega da Premiação e Encerramento dessas duas importantes competições será realizada a posse da nova Diretoria da União Giruaense de Clubes de Futebol composta pelos seguintes Dirigentes.

Presidente: João Medeiros
Vice Presidente: Marcelo Klevston
Secretário: José Lopes
Tesoureiro: Alex Sandro Gomes
Conselho Fiscal: Márcio Aguiar e Rogério Oliveira

O Valor do cartão é de R$ 15.00 Adulto e R$ 8.00 para Criança, maiores informações COMTUR - 3361 2593

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Destaque

Santarosense é destaque no Avaí  de Florianópolis

Atleta iniciou sua trajetória no Juventus de Santa Rosa.


O Atleta Santarosense , mais conhecido em Santa Rosa como Lipe, atualmente integra a equipe sub20 do Avaí de Santa Catarina.

Luis Felipe começou a sua trajetória no futebol ainda cedo, com apenas 12 anos. Apoiado pelo pai, Luis Felipe começou a dar os seus primeiros chutes e fazer seus primeiros gols no Estádio Carlos Dernardin, com a camisa do Juventus. Foram 3 anos de treinamentos e disputas em campeonatos pela equipe de Santarosense.

Em 2008, Luis Felipe passou em uma peneira do Grêmio de Porto Alegre e foi convidado a fazer parte de um centro de treinamento do Grêmio que se localiza na cidade de Sobradinho- RS. Luis Felipe treinou durante um no centro de treinamentos do Grêmio, após este período recebeu uma proposta da direção do Juventus para voltar a Santa Rosa e defender as cores do Clube no Gauchão de Juvenis de 2009. No decorrer da competição Luis Felipe rompeu os ligamentos cruzados e o menisco do joelho direito, com o apoio do Juventus a cirurgia foi realizada com sucesso e após 9 meses, ele voltava a treinar com o grupo que disputava a divisão de acesso de 2010 pelo Juventus. No decorrer da competição Luis Felipe foi convidado por um antigo treinador do Juventus a participar da base do Ypiranga de Erechim. Lá, ele realizou um excelente campeonato gaúcho de Juvenis, e marcou 8 gols na competição.

Com a apresentação de um bom futebol no campeonato Gaúcho de Juvenil, Luis Felipe no ano seguinte foi integrado a equipe profissional, e com apenas 17 anos se profissionalizou, e compôs o elenco do Ypiranga de Erechim na disputado Gaúchão de 2011.

Na metade do ano se transferiu para a equipe do Juventude de Caxias do Sul, se integrando a equipe sub20 do juventude.

No final do ano, e com uma proposta de uma equipe de Rondonópolis –MT, para  a disputa da Copa são Paulo de Futebol Junior,  acabou rescindindo o seu vínculo com o Juventude e se transferiu para equipe Mato-grossense, onde, juntamente com a equipe do Rondonópolis conquistou um feito inédito para o Estado Mato-grossense na competição. Pois foi a 1ª vez em que uma equipe do Estado do Mato Grosso passou da fase de grupos da Copa são Paulo de Futebol Junior. Naquele ano a equipe avançou mais uma fase e acabou ficando entre as 16 melhores equipes da competição,lembrando que a competição daquele ano contou com 96 equipes participantes.

Após se destacar na competição Luis Felipe foi convidado a integrar a equipe do São José de Porto Alegre, para disputar o Gauchão de Juniores. Com um equilíbrio na competição e boas atuações em partidas decisivas no Campeonato Gaúcho de Juniores, Luis Felipe despertou o interesse  do Avaí de Santa Catarina. A qual Luis Felipe já está a 11 meses integrado, fazendo parte do grupo que atualmente disputa o campeonato Catarinense de Juniores.

Segundo Luis Felipe, o principal objetivo da sua carreira é se firmar em uma grande equipe do futebol Brasileiro, conquistar ascensão profissional e oportunizar a sua família a viver em um padrão de vida confortável.

Felipe ainda ressalta que, se não fosse o apoio da família e a confiança em Deus teria abandonado o futebol, pois em 2010, ele acabou perdendo o seu maior ídolo e a base  para o seu futebol, o seu amado pai. Mas Deus conformou as suas dores e hoje Luis Felipe tem o objetivo de realizar os sonhos que o seu pai sonhava para ele.

Ficha Técnica do Atleta
Nome: Luis Felipe
Altura: 1,75
Peso: 71 kg
Data de nascimento: 18/09/1993
Idade: 19 anos
Clubes que atuou: Juventus A.C de Santa Rosa, Ypiranga de Erechim, Juventude de Caxias do Sul, Rondonópolis Mato Grosso, São José de Porto Alegre e Avaí de Santa Catarina.


por Fernando Kronbauer

segunda-feira, 8 de julho de 2013

Base

Duas grandes vitórias no final de semana.

Jogando em casa, neste domingo,07, no Estádio  Carlos Denardin, pela terceira rodada do grupo,  as categorias sub 13 e sub 15 do Juventus, enfrentaram o Clube Esportivo Cometa da cidade de Panambi.
A partir das 14 horas, se defrontaram a categoria sub 13 de cada equipe. Desenvolvendo um bom futebol, com gols de Cristian Viana e Augusto Stefen o Juventus derrotou os visitantes pelo placar de 2 a 1.
A partir das 16 horas se defrontaram as categorias sub 15 de cada clube, sendo que também o Juventus saiu vitorioso pelo placar de 2 a 0, construido por Cristian Patrick e Cleisson.
Até agora,  o Juventus disputou três  partidas em cada categoria, adquirindo duas  vitórias e uma derrota na categoria sub13, o que deixa o Juventus na 2ª colocação na tabela de classificação e um empate e duas  vitórias na categoria sub15, somando sete pontos assumindo a liderança da chave.
 É a nova proposta do Juventus feita com profissionalismo, com a eficiência dos técnicos Maikel e Acauan e com a coordenação do Marcos Knorst e sob a presidência de Adair Antonio Unfer. "Os resultados com a garotada estão aparecendo. Estamos co 250 garotos treinando nas diversas categorias. Isto mostra a seriedade do nosso trabalho." comentou o presidente.

sábado, 6 de julho de 2013

Por Onde Anda?

GERALDO TADEU INDRUSIAK DA ROSA


Nascido em Carazinho, em 09 de abril de 1950. Desde julho de 1959, até setembro de

1976, residi em Santa Rosa, no Bairro Cruzeiro. No mundo do futebol era conhecido por ROSA. Filho ADÃO VIANA DA ROSA E VITÓRIA INDRUSIAK DA ROSA. Casamento em 12 de janeiro de 1980 em João Pessoa/PB, com MARIZE RAQUEL DINIZ DA ROSA. 02 (duas) filhas, MARINE RAQUEL DINIZ DA ROSA e DANIELLE CRISTINE DINIZ DA ROSA. 01 (uma) neta, MARIA ELISA. Superior completo Administração de Empresas pela SETREM de Três de Maio, em 1976.

A minha infância começou em São Bento, perto de Carazinho, mas as melhores lembranças são de Cruzeiro e Santa Rosa. Lembro do Grupo Escolar de Cruzeiro, do Colégio Dom Bosco, onde estudei, da admissão até a 4ªSérie Ginasial. Dos banhos nos rios Capim, Pessegueiro e Santa Rosa. Da tranquilidade, como podíamos circular pelo bairro e pela cidade, a qualquer hora do dia e da noite. Das Olimpíadas Estudantis, das festas nos Clubes Sete de Setembro, Concórdia e Cultural. Do Ginasião e do Ginásio Dom Bosco, onde joguei na inauguração de ambos. Do Estádio Municipal, onde tive muitas alegrias e algumas tristezas. 
No Futebol de Salão, iniciei no Colégio Dom Bosco. Depois, fui chamado pelo Montese, para ser goleiro do time juvenil, em l965, onde fomos campeões da cidade. Em 1967, fui para o Alvorada, onde também fomos campeões juvenil da cidade e fomos, neste ano, vice-campeões regionais. Em 1969,  também pelo Alvorada, fomos campeões da cidade, adulto. Nos anos 1971 até 1973, participei com o Tijuca, sendo campeões da cidade e disputamos em 1973, o Campeonato Regional e as classificatórias para o Estadual.
De 1971 até 1975, disputei o campeonato de verão, que era um sucesso de publico, jogando pelo PEDROSA(Pedrolos e Rosas), fomos vice-campeão. Depois, veio o Xege Bobo de Cruzeiro ,onde fomos campeões.
No futebol de campo, iniciei em 1965, no juvenil do Juventude  de Cruzeiro.  Em 1967, já era titular e revezava no gol, com meu irmão GILBERTO (falecido em julho de 2005 aqui em João Pessoa). Fomos campeões da Taça Cidade de Santa Rosa. Inclusive, tenho uma foto histórica onde, aparece, os três irmãos ROSA (Geraldo e Gilberto - goleiros e Adão, que na época jogava de quarto  zagueiro, após ter deixado de ser goleiro). No Juventude, fiquei até 1969, quando fui para o Aliança, convidado pelo Técnico Valdir Vione e pelo Presidente Nilton de Souza, isto quase no final do ano de 1969, após ser Campeão da DC (Divisão de Cavalaria) do Exército e participar, depois da Seleção da DC, para disputar as Olimpíadas do Exercito do RS. Com o Aliança, participei do vice campeonato estadual, 1969/1970, revezando com o Gonçalves  (Bola Sete) no gol. Perdemos os dois jogos: para o Brasil de Vacaria por 1x0, em Santa Rosa e  em Vacaria. Em 1970, fomos Bi-Campeões da Cidade, onde fui o titular em todos os jogos.

Em 1971 convidado pelo Dr. Adil Albrech e pelo Arno Frederich, fui jogar no Juventus. O técnico na época era o Paulo Araújo. Lembro, muito bem, que no período de 1971 e 1972, fizemos muitos jogos na Argentina. Foram varias viagens para Oberá, Possadas e Eldorado, além de outras cidades, que não lembro mais o nome,  Fiquei lá, até a fundação da ASRE, em 1973. Mas, nestas alturas, eu já estava envolvido com a Universidade. Cheguei a participar de alguns jogos, mas não estava mais com tempo para treinar, dedicando-me mais ao Futebol de Salão até 1976, já que treinávamos depois da 22 horas.
No Rio Grande do Sul sou torcedor do Internacional De Porto Alegre, e aqui em João Pessoa, na Paraíba, o Botafogo, no qual, faço parte do Conselho.
Vim para a Paraíba em setembro de 1976, contratado para ser Controller  de uma empresa do Grupo Vila Romana de São Paulo, maior fabricante do Brasil de ternos masculinos. Na empresa, cresci bastante, chegando a Presidência do Grupo no Brasil, no período de julho de 1993 a agosto de 1994, fazendo a transição de empresa familiar para empresa totalmente profissional. Sendo então convidado para ser o Diretor Industrial do Novo Grupo no Brasil. Aposentei-me em 2006 e para não ficar parado exerço, hoje, uma função de Consultor para várias empresas.



Foto 01 - Geraldo Tadeu Indruziak da Rosa com sua esposa
Marize Raquel Diniz  da Rosa.
Foto 02  - Com as filhas, Marine Raquel Diniz da Rosa e Danielle Cristine Diniz da Rosa e genros.
Foto 03 - Foto do Juventude do Bairro Cruzeiro quando foi Campeão de Santa Rosa em 1967, quando na foto aparecem os irmãos Rosa: Geraldo, Adão e Gilberto.
Em pé: Formiga, Pavão, Kiminski, Cláudio, Geraldo Rosa, Adão Rosa e Gilberto Rosa;
Agachados:  Elias, Milton H. Schwerz, Oscar Warth, Eugênio Pedrollo, Nitio Willmann e Vitélio Pedrollo.

Colaboração de João Jayme Araujo/POA.

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Pelo Mundo

Atleta criado nas categorias de base do Juventus é contratado por clube português.
 

O Sporting  Covilhã voltou aos trabalhos da temporada na ultima segunda-feira, com muitos reforços para disputar a Taça da Liga e a Taça de Portugal. O plantel conta com 24 jogadores, entre os quais nove reforços, e entre eles   santa-rosense(do Lajeado Tarumã) Vítor Massaia, que atua como zagueiro. Vítor se formou nas categorias de base do Juventus e em 2009 foi para o EC Goiás, onde permaneceu até o final de 2012, quando encerrou seu contrato. Chegou a atuar também pela A.A.Aparecidence da cidade de Aparecida de Goiânia. Segundo o presidente José Mendes o clube fará "o melhor possível" na temporada, mostrando confiança no plantel de jogadores.

Sporting Clube da Covilhã   

No futebol é conhecido apenas como Sporting Covilhã, é o clube de futebol Português da cidade de Covilhã. O clube foi fundado em 1923. Seu apelido é "Leões da Serra", devido à localização da cidade na Serra da Estrela, as montanhas mais altas de Portugal.  Atua no Complexo Desportivo da Covilhã. As cores do uniforme são verde e branco.

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Base


Campeonato Gaúcho SULIGAFI  e 5ªCopa Carlos Eduardo. 
                                               Resultados das Categorias de Base.

Na tarde de sábado, 29,  as categorias de base do Juventus Sub 12 e Sub 14,  se deslocaram até a cidade de Arroio do Meio para enfrentar o Prata da Casa, pela segunda rodada do Campeonato Gaúcho Suligafi, onde obteve dois bons resultados.
Na categoria Sub 12 obtiveram um empate em um tento para cada lado, com gol do garoto
João Afonso da Silva Reichrt.
Já na categoria Sub 14 o resultado foi uma grande vitória e de goleada: quatro a zero. Marcaram,    Augusto Stefan(2 gols) e um de Vinicius Sefovitz  e  outro de Cristian Patrik.

Garotada do Juventus em Coronel Barros

Já a categoria 2000, se deslocou até a cidade de Coronel Barros para disputar partida pela 5ª Copa Carlos Eduardo, as 14h30m, no campo da SER Ipiranga, frente ao CFE Tricolor, quando venceu a equipe local pelo elástico placar de seis a zero. Na primeira etapa o placar terminou empatado. Na conversa de vestiário, o técnico Acaun Zoia, pediu aos garotos que praticassem aquilo que haviam treinado durante a semana. Não deu outra. Segundo tempo abriu uma chuva de gols:seis a zero. O goleador da tarde, com 3 gols, foi Ronaldo dos Santos. Marcaram também, Renan Girardon, Cristian Viana e Ricardo Pinto Bittelkom.

Estádio do Ipiranga de Coronel Barros onde foram disputados os jogos.

No campeonato gaúcho SULIGAFI,  já foram disputadas 8 partidas. Foram obtidas 5 vitórias, 2 empates e uma derrota. A torcida está convocada para o próximo domingo, a partir das 14 horas no estádio Carlos Dernardin, afim  apoiar as categorias sub13 e sub15, que enfrentam o Cometa de Panambi pela 3 rodada do Grupo A.”.

Parabéns a garotada do Juventus, pelos resultados do ultimo final de semana e pelo belo trabalho desenvolvido pela Direção e Comissão Técnica.