quarta-feira, 30 de julho de 2014

Futsal

Juventus leva o título da Copa Sesc/Gazeta de Futsal na categoria Sub 13


 Foi realizado no dia 27, a última etapa da  1ª Copa Sesc/Gazeta de Futsal, desta vez na categoria sub 13, com a presença de diversas equipes da região. Quem levou o título desta vez foi o Juventus Atlético Clube, que na final venceu de goleada a equipe da Escola Pedro Meinerz, que ficou com o vice.  Em 3º lugar ficou a equipe Cruzeiro do Sul, do Bairro Cruzeiro e em 4º colocado, a FEMA. Todas as 4 melhores equipes são de Santa Rosa.
A artilharia ficou com o atleta João Pedro Gohlke, que marcou 13 gols e o goleiro menos vazado, com apenas quatro gols sofridos durante o campeonato foi Ruan  Schwaitzer. A realização da Copa SESC/Gazeta de Futsal, foi do Jornal Gazeta Regional, em parceria com o SESC, que já preparam para ainda este ano, mais uma competição.
Colaboração de Fernando Kronbauer

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Por Onde Anda?


VITÉLIO PEDROLO 

Nasci em Catuípe, RS, em 1943, conhecido no mundo do futebol por Vitélio. Casado com Helga H. Zielke Pedrolo,  temos 05 filhas ( Anete, Ariete, Adriane, Angela e Bianca; temos 06 netos.
Grau de escolaridade: Ensino Fundamental.
Como foi a infância: Minha infância, vivida em Catuípe, RS, até os 07 anos de idade, lembra com saudades da “primeiras peladas” jogadas com bola de “bexiga” de porco; como entregador de leite no Hospital da cidade de Catuípe, RS (montado no “petiço marchador”); do catecismo aos domingos e já pensando que na volta ia jogar futebol.
Vida esportiva: Iniciei em 1958, como juvenil (com 15 anos de idade) no G. E. Sepé Tiarajú, clube amador com sede em Santa Rosa, RS. Aos 16 anos, atuei no mesmo clube, porém, na categoria de aspirantes.  Com 17 anos, tornei-me titular e sempre jogando na lateral direita do alvi-azul santa-rosense, tendo, em 1960, conquistado o título de campeão citadino de Santa Rosa,  quebrando a hegemonia, até então,  exercida pelo E. C. Aliança. E, o fato que mais me marcou, até hoje ainda na minha memória, foi o gol que fiz, em jogo contra o Paladino F. C., no Estádio Carlos Denardin, quando faltavam dois minutos para o encerramento da partida, ao cobrar uma falta de fora da área grande, vazando a meta guarnecida pelo goleiro Canhete (goleiro famoso do Paladino, paraguaio de origem).
Em 1960, como bairrista e apaixonado pelo lugar onde então morava, me transferi para o Juventude F. C., do Bairro Cruzeiro, distrito de Santa Rosa RS. Nesse Clube, atuei até o ano de 1973, onde no ano de 1965, fui vice-campeão citadino. Lembro, com saudades daquele período, pois éramos como uma grande família, onde dirigentes e jogadores, torcedores, inclusive com ala feminina, irmanados nos mesmos objetivos, ou seja, dar o melhor de si em prol do Clube, cujas cores das camisetas eram verde e amarelo.  Lembro, que joguei ao lado dos irmãos Ivar e Ivanir Taffarel, dos irmãos Plínio e Jarbas Tonel,  do Willy Dias (nosso inesquecível capitão), dos meus irmãos Nelci (Seco) e o Eugenio (Gordinho), dos goleiros Adão, Geraldo e Gilberto Rosa e muitos outros atletas de muito boa qualidade técnica. Nos jogos do Juventude, sempre aos domingos e no Estádio Carlos Denardin, a população de Cruzeiro nos acompanhava e torcia com muito entusiasmo, e, as vitórias eram sempre festejadas entre jogadores, dirigentes e torcedores e na maioria das vezes o local das comemorações eram realizadas no Clube Social 7 de Setembro. Também atuei, no período de 1963/1965, como jogador de futebol de salão (Futsal) pelo Santos F. C., de Santa Rosa, RS. Os jogos quase sempre realizados na quadra do Colégio Evangélico da Paz, onde despontavam atletas como Valdi Lopes da Silva, Canjica, Plínio, Ivar Taffarel, Francisco Brandão (Mineirinho), Vilmar, Adão Marques (Perigoso) e Raul Meneguini.
Também, atuei como jogador de Bolão, pelo Clube Sete de Setembro, de Cruzeiro, onde integrei e ajudei nas conquistas de dois  campeonatos estaduais, nos anos de:  1964, jogando a partida decisiva na cidade de Cachoeira do Sul, RS, e em 1985, na cidade de Igrejinha, RS.
Com a extinção do Juventude F. C., ainda joguei pelo Cruzeiro do Sul e pelo Farroupilha de
Lajeado Reginaldo e encerrando minha carreira como jogador de futebol no Canarinho F. C. , clube fundado por um grupo de amigos
Clube pelo qual torce: S. C. Internacional de Porto Alegre 
Atividade atual: Não mantenho atualmente atividade profissional. No passado, fui comerciário, atuando na empresa Ferramis e também como gerente comercial da empresa Máquinas Agrícolas Carpenedo Ltda, .na cidade de Giruá, RS. Fui também representante comercial.
Mantem atividade relacionada com o esporte? Não.
Já foi treinador, dirigente ou algo similar? Sim, treinei o Cruzeiro do Sul e o Canarinho, ambos do Bairro de Cruzeiro, onde, até hoje, ainda resido no endereço da Rua Ângelo Cordenonsi, nº 227, Santa Rosa, RS, meu querido bairro, telefones 55 3511 6565 ou 9183 9310 .
O  que faz atualmente? Usufruo, como aposentado, das dependências do Clube dos Aposentados de Santa Rosa, RS, onde jogo canastra e passo o maior tempo de lazer. 



 
Colaboração de Raul Meneguini

terça-feira, 8 de julho de 2014

Craques do nosso futsal

DANILO ERNESTO KRUGER

 

Nascido em 23 de outubro de 1974, na cidade de Santa Rosa, o gaúcho Danilo Ernesto Kruger, ex-goleiro da seleção Brasileira de Futsal e que atualmente defende as cores do CAD de Guarapuavá – PR, em férias na sua cidade natal, contou ao Jornal Gazeta Regional um pouco sobre a sua trajetória no mundo do esporte.
Danilo morava com seus pais na vila Timbaúva e em um pequeno campo atrás de sua casa, foi o começo dos seus primeiros passos no futebol. Danilo foi crescendo e disputando competições pela equipe do Tarumã, e aos 15 anos já integrava a equipe principal do Tarumã em campeonatos Municipais, sendo titular.
Em 1990, Danilo foi aprovado para integrar as equipes de base do Internacional de Porto Alegre. Durante o seu tempo no clube, foi comparado ao lendário Taffarel. Mas essa passagem durou apenas 6 meses, pois após a realização de um exame de estimativa de crescimento, foi constado que Danilo alcançaria no máximo a estatura de 1,80 cm, a qual ele possui, e que é considerada baixa para a posição de goleiro, assim sendo dispensado pela equipe do Internacional.
Após a volta à Santa Rosa, no ano de 1993 foi convidado pelo treinador Perigoso da equipe da SER Santo Ângelo, para integrar a equipe juniores que disputaria o Campeonato Gaúcho daquela categoria, sendo mais tarde Campeão Gaúcho daquele ano, após uma vitória de 1 a 0 em cima da equipe do Gaúcho de Passo Fundo.
No ano de 1994, Danilo voltou à Santa Rosa e disputou o Campeonato Gaúcho pelo Dínamo, atuando em várias oportunidades como titular. Em 1998 foi convidado a participar da equipe de Futsal do Santa Rosa, o qual disputou a série Prata daquele ano, se destacando na competição pelo fato de ter introduzido características de jogar com os pés ao futsal.
A partir daquela aparição destacada na Série Prata, a sua trajetória no cenário do Futsal Mundial começou a render frutos. Em 1999 foi Vice Campeão Gaúcho série Ouro pelo UPF (RS), em 2000 Campeão Gaúcho série Prata pelo Santa Rosa, (curiosidade: marcou 14 gols naquela edição), 2001 Rio Verde (GO), 2002 Internacional (RS) Campeão Copa Abertura-RS, 2003 Ipiranga de Frederico Westphalen, 2004-2008 Carlos Barbosa (RS) onde foi Campeão Mundial Interclube, em Barcelona (2004); bicampeão da Liga Futsal (2004/2006); campeão gaúcho (2007),  2009 Atlântico (RS), 2010 Cortiana (RS) Campeão Copa Gramado, 2011 Petrópolis (RJ) Campeão Copa Rio, 2012 – 2013 Maringá (PR) Bi Campeão dos jogos Abertos (PR) e atualmente atua pelo CAD de Guarapuava (PR) onde é Campeão da 1ª fase do campeonato Paranaense e está disputando a Liga Nacional.
Experiência na seleção Brasileira: as vésperas da disputa do Mundial em 2008, surgia a notícia que todo o seu esforço foi reconhecido, naquela oportunidade, Danilo teve a sua 1ª convocação na Seleção Brasileira de Futsal, a qual defendeu em 22 aparições, sendo em 2009 Campeão dos jogos da Lusofonia Lisboa-Portugal, e em 2010 Campeão Sul Americano em Medelim-Colômbia. Ainda no ano de 2011 foi Pré-convocado para o mundial.
Títulos individuais:  no ano de 2005 foi escolhido o melhor goleiro Sul Americano de clubes em Lima-Peru, em 2006 foi escolhido como melhor goleiro da Liga Nacional, 2008 escolhido melhor goleiro do Campeonato Gaúcho, 2008 melhor defesa do Mundial na Espanha e 2009 melhor defesa Lusofonia Lisboa-Portugal.
Enquanto morava em Santa Rosa, Danilo atuava nas equipes da região e conciliava o futebol\futsal com o trabalho na Gráfica Coli, onde tem o seu grande amigo, o empresário Wilson, o qual sempre o apoiou no esporte, e foi parceiro em seus treinamentos.
Dentre suas principais características, destacam-se: qualidade na atuação com os pés, boa colocação no gol, posicionamento e uma liderança muito positiva em todos os times pelo qual já passou. Danilo é sempre elogiado por sua conduta agregadora, o qual rendeu o apelido de Taffarel das quadras, pelas semelhanças sejam elas na aparência, local de nascimento, pelas defesas ou a importância deles para o clube.

Fernando Kronbauer

sexta-feira, 4 de julho de 2014

POR ONDE ANDA?

TITA


JOÃO BATISTA RIBEIRO DA SILVA, nasceu no dia  03 de outubro de 1939, em Santa Rosa, Rs, é filho de João Ribeiro e Senali Alves Da Silva
Ficou conhecido no futebol pelo apelido de Tita.
Casado com Jurema Pedrosa da  Silva, do qual nasceram: Luiz Carlos Pedroso Da Silva, Sergio Roberto Pedroso Da Silva, Elisabeth Pedroso Da Silva e Iara Pedroso Da Silva.  Possui dois netos e dois bisnetos.
Grau de escolaridade: Ensino primário.
Como foi a infância: Vivida no lugar denominado Lageado Figueira, distrito de Santa Rosa, RS.,  em companhia de meus pais. Lembro, que aos 05 anos fui morar com meus pais na Vila Agrícola, em Santa Rosa,RS. Estudei no colégio Visconde de Cairú. Comecei a trabalhar com 12 anos de idade, em pedreira de propriedade do Município de Santa Rosa,  localizada na Av. Borges de Medeiros, nas proximidade do antigo Estádio Municipal do Pessegueiro. Depois, trabalhei no armazém de propriedade de Fernando Steffen, localizado defronte a Praça da Independência. Fui empregado do Sr. Agostinho Frainer no Cine Odeon e depois trabalhei em uma empresa de propriedade do Sr. Rosalino Vargas, ajudando na execução dos calçamentos, com pedras irregulares, no percurso das Avenidas  Rio Branco, Santa Cruz, Expedicionário Weber, todas  em Santa Rosa, RS. Aos 18 anos alistei-me  no 1º Regimento de Cavalaria Motorizada, com sede em Santa Rosa, RS., tendo engajado e lá permanecendo por 09(nove) anos, chegando ao grau de cabo. Em 1972 ingressei como funcionário do DAER lá exercendo atividades como motorista até 2007, quando me aposentei.   
Vida esportiva: Iniciei jogando na várzea em campo de terra localizado nas proximidades do Colégio Santa Rosa de Lima, depois no G. E. Sepé Tiarajú, onde joguei de 1958 até o ano 1964. Lá,  fui campeão citadino, pelo Sepé no ano de 1960, jogava como ponta esquerda, - recuado e lateral esquerda.

Clube pelo qual torce: S. C. Internacional.
Atividade atual: Aposentado
Mantem atividade relacionada com o esporte? Não.
Já foi treinador, dirigente ou algo similar? Não. 

 Colaboração de Raul Meneguini