domingo, 26 de setembro de 2010

Juventus x Atlético Carazinho.

Juventus goleia em Carazinho e sobre para a 4ª posição na tabela.

Jogando, nesta tarde,26, o Juventus foi a Carazinho enfrentar o Atletico local no Estádio Paulo Coutinho. O jogo teve inicio as 15 horas. A equipe juventina necessitava de uma vitória para subir na tabela. E, foi o que aconteceu. Depois de um zero a zero no primeiro tempo, já no inicio do segundo, aos 4 minutos, o Juventus abriu o placar numa cobrança perfeita de falta de Tatto. Minutos após, Bonaldi, por ofensas ao árbitro, foi expulso. Aos 28, Fábio Buda amplia para 2 a 0. O Atletico, também precisando demais desta vitoria, jogando em casa, foi para cima, um minuto após, enquanto o Juventus ainda comemorava o segundo gol, fez o seu através de Sérgio. Mas, de nada adiantou. O Juventus explorando os contra ataques, principalmente, fez mais dois gols, Fabinho aos 30 e Fábio Buda, nos acréscimos, marcou seu segundo gol no jogo, liquidando assim a fatura. Resultado final 4 a 1. O goleiro atleticano Rafael ainda fez excelentes defesas, não deixando a equipe juventina aumentar o marcador. Com este resultado a equipe verde-rubra de Santa Rosa, garantiu praticamente a classificação. Este resultado deixa o Juventus na quarta colocação , atrás de Cerâmica (12), Novo Hamburgo (12) e Caxias (11) e à frente do Lajeadense (6) e do Atlético (2).

ATLÉTICO: Rafael, Marcelo, Pozzo, Bonaldi, Fiapo, Dapper (Balaio), Guilherme (Sérgio), Gasolina, Rodrigão, Luan, João Paulo (São Borja). Técnico: Candinho

JUVENTUS: Altieri, Teco, Luther, Fredi, Cristiano, Serginho, Esmarlei, Fabinho, Giovani, Fabio Buda, Tatto. Técnico: Marcelo Baron

Árbitro: Mário André Schiavo
Assistente 1: Rafael Moraes Nunes
Assistente 2: Marcos Antonio Sacon

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Juventus x NH

Jogando em casa Juventus cede empate

Jogo: Juventus 1 x 1 Novo Hamburgo - jogo válido pela Copa Júlio Costamilan.
Local: Estádio Carlos Denardin - Santa Rosa-RS.
Data: 20 de setembro de 2010
Horario: 16 horas1º tempo: O juventus jogando em casa precisava demais de uma vitória, para melhorar na tabela de classificação. Perante um bom publico, e a estréia do zagueiro paraguaio Fred, desde o inicio tentou tomar conta das ações no gramado, mas o Novo Hamburgo, uma boa equipe, resistia bem aos ataques do Juventus. Após, pelos menos dois gols perdidos, o Juventus marca o seu gol aos 28min. do 1º tempo, numa bela triangulação, o lateral Lucas manda para o fundo da rede. O NH não se entregava e numa cobrança de escanteio, aos 43min, a zaga juventina falha na marcação, o lateral esquerdo Cris manda para a rede, num belo chute, empatando o jogo.
2º tempo: O Juventus pressiona o NH e este responde em perigosos contra ataques. Baron mexe no time em busca da vitória. Aos 25, troca Giovani por Bruno Silva, tentando ser mais agressivo no ataque. Aos 28, entra Donovan no lugar do zagueiro João Carlos e aos 35, Evandro no lugar de Tato. Mas, o Juventus mesmo com as substituições não consegue marcar o seu gol, que lhe daria a vitória. O técnico Gilmar Dall Pozzo também mexeu: Clebersom substitui Jean Paulo aos 10; Fininho entra no lugar de Coelho aos 20 e Murilo ao 3º no lugar de Edinho. As substituições ocorreram todas na 2ª etapa de jogo. E, assim o placar ficou mesmo no 1 a 1. Bom para o Nóia, que se mantém firme na tabela, ruim para o Juventus que embora classificado está na penúltima colocação, atrás somente do Atlético. Este mesmo Atlético, o Juventus irá enfrentá-lo, no Paulo Coutinho, na quarta-feira, 22, às 20 horas.

O Juventus empatou com: Altieri: Lucas, João Carlos (Donovan), Fred e Cristiano: Luther, Esmarlei e Fabinho (Evandro): Giovani (Bruno Silva) e Tato. O Novo Hamburgo jogou com: Juninho: Coelho (Fininho), Cassel, Bem-Hur e Cris; Wiliam Paulista, Emersom e Jean Paulo (Clebersom); Ronaldo Capixaba, Juba e Edinho (Murilo).

Arbitragem: Ilton Marcos Alves de Souza, auxiliado por Cristiano Ivan Ickert e João Carlos Pederson.

Cartões amarelos: Fabinho aos 11, João Carlos aos 21 e Coelho aos 26 do 1º tempo e Clebersom aos 38 do 2º tempo. Gols: Lucas (J) aos 28 e Cris (NH) aos 43 do 1º tempo.

sábado, 11 de setembro de 2010

NH x Juventus

Juventus sai ganhando, mas perde de virada no Estádio do Vale.


Jogo: Novo Hamburgo 5 x 1 Juventus - válido pela última rodada do 1° turno da Copa Enio Costamilan. Horário: 15 horas. Local: Estádio do Vale – Novo Hamburgo.

Numa tarde de muita chuva o Juventus enfrentou o Novo Hamburgo, fora de casa. Fazendo um bom primeiro tempo a equipe comandada por Marcelo Baron abriu o placar aos 22min do 1º tempo, através de Fábio Buda, aparando a bola vindo de um cruzamento tirou os zagueiros da jogada mandou para as redes de Juninho. Aos 32 min numa cobrança de escanteio de Jean Paulo, o zagueiro Cris empata. Aos 41min Fininho recebe cartão amarelo por uma falta forte próximo da grande área. Assim terminou o 1º tempo, com o Juventus jogando de igual com o NH, que não conseguia se impor jogando em casa.

No 2º tempo logo aos dois minutos numa desatenção de marcação da zaga juventina, cobrança rápida de falta, Eber desempata e aos 6min Edinho bate forte de fora da área, faz um belo gol. Aos 8min cartão vermelho para Eber por falta violenta. Aos 15min Tato que acabara de entrar no lugar de Lucas recebe cartão amarelo. Aos 19min Clebersom faz falta na área e o arbitro marca pênalti. Fábio Buda cobra no canto e Juninho defende. Era a chance do Juventus chegar encostar no placar e tentar o empate, mas desperdiçou a grande chance. Aos 30min Teco é expulso. Aos 36 o zagueiro Cassel faz o 4º gol numa bela jogada, se redimindo da falha no gol do Juventus. Aos 43min Serginho recebe cartão amarelo, o terceiro, e não joga a próxima. Com as substituições feitas pelo técnico Gilmar Dall Pozzo, mudou o sistema tático de 3-5-2 para 4-4-2, mesmo com 10 jogadores, conseguiu dominar o segundo tempo e levar o time a goleada. Nos acréscimos aos 48min., Juba em velocidade entra na área e completa para as redes. É o 5º gol do NH. No segundo tempo o Juventus sentiu fisicamente e não conseguiu se impor a maior hierarquia técnica e organização do NH, sofrendo a primeira goleada no campeonato. Um público de 200 abnegados torcedores assistiu o jogo.

O NH jogou com: Juninho: Cassel, BenHur e Cris: Fininho (Clebersom), Jean Paulo (Coelho) , Edinho e Carlos Augusto: Ronaldo Capixaba (Juba) e Eber. Técnico Gilmar Dall Pozzo. O Juventus perdeu com: Altieri: Lucas (Tato aos 15 do 2º), Luther, Cristiano e Wiliam: Serginho, Ismarlei, Teco e Bruno (Maicon aos 35 do 2º): Gilvan (Fabinho aos 28 do 2º)) e Buda.

Arbitragem de Jean Paulo Abreu de Campos auxiliado por Marcelo Oliveira e Silva e Lucio Flor.

O Juventus volta a jogar no Estádio Carlos Denardin, na segunda-feira, 20, com o mesmo Novo Hamburdo, iniciando do 2º turno.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Brasileiro Sub 20/2010

Juventus e Prefeitura Municipal buscam apoio com o 19º RCMEC.


Em uma visita nas dependências do 19º Regimento de Cavalaria Mecanizado, o Secretário de Esporte e Lazer, Profº Julio Andreazza, o Diretor de Esporte e Lazer, Francis Zimmermann Lima e o Presidente do Juventus Atlético Clube Sr. Antônio Boiczuk estiveram reunidos com o Tenente Coronel Rômulo José Alcântara Martins. O objetivo foi buscar apoio e parceria para o Campeonato Brasileiro Sub-20 que será realizado de 05 a 21 de Dezembro. Entre os vários assuntos tratados na reunião, foi solicitado o empréstimo do Hotel de Trânsito para hospedar a equipe de Arbitragem da Federação Gaúcha de Futebol, também o campo e a piscina para as equipes realizarem o treinamento. Conforme o Secretário Julio Andreazza “A Prefeitura sempre teve muito o apoio do Exército de Santa Rosa para vários eventos e projetos, sendo que como contrapartida o município oferece os espaços físicos para as mais diversas promoções do 19º RCMEC”.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Juventus x Atlético Carazinho.

Enfim, a primeira vitória na Copa Ênio Costamilan.


Jogo: Juventus 2 x 1 Atlético de Carazinho

Dia: 06/09/2010.

Horário: 20 horas.

Local: Estádio Carlos Denardin – Santa Rosa – RS.

1º tempo: O Juventus entrou em campo com o intento de ganhar o jogo, mas encontrou muitas dificuldades. O Galo de Carazinho bem organizado se postava bem no campo e criava dificuldades. O Juventus tentava mas pouco chegava ao gol adversário. E assim foi o primeiro tempo.

2º tempo: Foi outro jogo. O Juventus veio melhor, mais organizado e pressionava. Aos 9 minutos veio o primeiro gol. Falta na intermediária. O zagueiro Cristiano, bate forte, rasteiro, no canto e vence o goleiro Rafael. Dois minutos depois, num cruzamento da esquerda, a zaga falha e Fábio Buda, sozinho manda para as redes: 2 a 0. O Atlético, a partir de então vai ao ataque para diminuir o placar. Aos 25 minutos Juliano, derruba Luan na área e o arbitro marca pênalti. Rodrigo Gasolina cobra alto no ângulo direito, o goleiro Altieri, ainda vai na bola mas não evita o gol: 2 a 1. O Juventus ainda perde gols em três oportunidades com Marcelo Buda, Teco e Fábio. Houveram três substituições para cada lado, o Juventus tentando segurar o placar e se possível amplia-lo e o Atlético buscando e empate. No final o árbitro acresce mais quatro minutos, mas o jogo acabou com vitória do Juventus. Com este resultado o Juventus sobre uma posição na tabela.

O Juventus formou com: Altieri: Lucas, Luther, Cristiano e Wiliam: Serginho, Esmarlei e Teco Gilvan (Juliano, no intervalo), Fábio Buda (Fabinho aos 40 do 2º), Bruno Flores (Fábio aos 28 do 2º). Técnico Marcelo Baron. Cristiano e Bruno Flores estrearam.

Atlético: Rafael: Gudy, Pozzo, Bonaldi e Dapper: Fiapo, Guilherme (Balaio aos 20 do 2º), Rodrigo Gasolina: Sertão (Canhoto no intervalo), João Paulo (Luan a0s 10 do 2º) e Rodrigão Técnico: Luiz Carlos Saldanha, o Candinho.

.Arbitragem de Marcos Sacon, auxiliado por Cristiano dos Santos e Rafael Moraes Nunes. Cartões amarelos: para o Juventus, Serginho aos 22 e Juliano aos 40 do 2º tempo: para o Atlético, Guilherme aos 4 e Fiapo aos 38 do 2º tempo. Cartão vermelho para Balaio, por entrada forte sobre Serginho aos 40 do 2º tempo.

sábado, 4 de setembro de 2010

FATOS & FOTOS do Juventus

Numa dessas coisas que a internet proporciona, encontramos João Jayme de Araújo. E, deste encontro surgiu a idéia de publicar aos poucos neste blog, fatos e fotos da época, logo após a fundação do clube. Lembramos que Jayme, foi fundador do clube, fez parte da primeira Diretoria e atleta da primeira equipe do Juventus e atualmente reside na Capital do RS.

Amigos

Já que fui bem recebido vou abusar da boa-vontade. Lembrei-me de casos jocosos dos quais fui testemunha ou protagonista. Se quiserem aproveitar fica a critério de vocês. Digam-me algo. Abração. Jayme

Olá, Jayme!
Estamos felizes por ter nos enviado histórias e fotos de quando Vossa Senhoria era atleta do nosso querido Juventus, para relembrar a historia.

Serão vários fatos e várias fotos que estaremos postando no blog.

-------------------------------------------------------------------

10 . A CESAR O QUE É DE CESAR

O Ipiranga Futebol Clube, disputou partidas emocionantes com o Paladino. Certa feita arranjou um goleiro bom, cheio de estilo, que se chamava Neter ou algo parecido Esse escriba, iniciando-se como escrivinhador no jornal a SERRA e como era fã do referido arqueiro só viu no jogo as defesas brilhantes que este fizera, ressaltando sua alta qualidade, em detrimento dos demais jogadores.. Pareceu que a partida fosse um banho total do Paladino. No domingo seguinte, ou na edição posterior da SERRA saiu um artigo com o titulo A CESAR O QUE É DE CESAR, no qual o presidente “faz tudo” tentava colocar as coisas em seu devido lugar. (João Jayme Araújo)

Registro Fotográfico X

Fotos: João Jayme Araújo


9 . PALADINO

Na década de 50, inexistiam times de futebol na nossa cidade, com o desaparecimento do Uruguai. Chegou à Santa Rosa, vindo de Gravataí, WALDEMAR SIMÕES que ficara lotado na Delegacia de Polícia. Juntou-se ao Senhor Moré e fundaram, juntamente com os filhos deste, Dino e Arnildo, o Paladino Futebol Clube, mesmo nome do de Gravataí, escolhendo como cores o vermelho e o branco.

Faziam amistosos contra o ORIENTAL de Três de Maio, Aurora de Cerro Largo, Grêmio e Elite de Santo Ângelo, dentre outros. E assim foi crescendo e tendo relativamente, longa vida.

Registro Fotográfico IX

Foto: João Jayme Araujo

8 . GREMIO SANTOANGELENSE

O Grêmio Santoangelense conquistou o titulo de campeão gaúcho amador em 1952. Antes das partidas decisivas convidou o Juventus para, em Santo Ângelo, fazerem um jogo-treino. Estreou no Grêmio, o atleta FERNANDO ARAUJO, contratado em São Luiz Gonzaga para dar mais qualidade ao elenco. No jogo-treino, contra um time misto, o Juventus venceu com facilidade. Na época era motivo de orgulho pois, o “sparring” conquistou o titulo estadual e perdera para nós!!

Registro Fotográfico VIII

Foto: João Jayme Araújo


7 .
MELANCIA


Como nos nossos tempos não havia inscrições oficiais, era comum jogadores descontentes com a atenção a eles devida, mudarem freqüentemente de times. Havia um – CARLINHOS HOFFMANN, que ora estava no Juventus, ora, no Paladino. Um menino – torcedor fanático, às vezes por um, ás vezes pelo outro - disse certa vez: esse Carlinhos é um tremendo vira-casaco. Melancia . Quando eu estou no Juventus ele está no Paladino. Quando torço pelo Paladino, ele já voltou para o Juventus. E como os dois fossem vizinhos a flauta corria solta, com gritos de ambos, no meio da rua!!!

Registro Fotográfico VII

Foto: João Jayme Araújo


Foto: João Jayme Araújo

6 .
IRMÃOS

Como se sabe, o Juventus tem estreita ligação com o Colégio Santa Rosa de Lima.

Quando se implementou o curso ginasial era grande a quantidade de alunos que conseguiriam aprender algo mais, sem sair de casa. Muitos, metidos a craque.

E para variar dois times se formaram. Os melhores envergavam uma jaqueta preta e branca. Os do 2º time alviverde. Dois irmãos um do primeiro e outro do segundo time – depois de uma flauta amiga e de choro de um - engalfinharam-se a socos, no meio de uma partida, na Agrícola. Era um campo afastado da cidade, mas, mesmo assim se ia a pé. A Agrícola que fora uma Colônia Penal, abrigou astros da 5ª Coluna, como se chamavam os descendentes de alemães e italianos durante a II Guerra Mundial. Por pouco, o vetusto presídio não teve como hospedes os irmãos brigões. Seus nomes? Não vamos revelar......

Registro Fotográfico VI

Fotos : João Jayme Araújo


5 . Buricá

Certa feita o Juventus foi a Três de Maio para disputar um amistoso com o Oriental.
Era época de chuva, talvez, enchente de São Miguel e - como se dizia - o rio Buricá, não dava vau. A água cobrira a ponte. Junto a esta havia a população ribeirinha, que dispunha de canoas, para a travessia. Aí surgiu o grande problema: a namorada de um dos atletas tinha trauma de um quase afogamento. Quase ficam, ela e o atleta. Convenceram-na vendando seus olhos e, mesmo aos prantos, a travessia foi concluída com a delegação sem desfalques.


Registro Fotográfico V

Foto :João Jayme Araújo

4 . Snooker


Numa partida, com o Oriental de Três de Maio, como geralmente acontecia, houve protesto em sumula, por um dos times, no caso, o Juventus. O capitão da nossa equipe lavrou seu protesto, protegido por corda de isolamento e assistido por um policial civil. Antes do retorno, passou-se em um bar e salão de snooker, para fazer-se um lanche. Aproximaram-se, tentando agredir-nos, segundo se supôs, atletas ou torcedores adversários. Um dos nossos, que costumeiramente andava armado, mirou para os inimigos e deu uma ordem: - o pessoal do Juventus, todo para o ônibus. Quando terminaram de entrar, ainda com o revolver na mão, chegou-se à porta e deu voz de partida ao motorista.

Registro Fotográfico IV

Foto :João Jayme Araújo


3 . Briga de despedida

Dois atletas de clubes diferentes JUVENTUS e DUQUE DE CAXIAS - jogavam uma partida amistosa de segundos times. Em dado momento da refrega houve um lance ríspido entre os dois que tentarem resolver o caso na base da briga a socos. Engalfinharam-se e, por obvio, foram expulsos. Por esse motivo pararam de se cumprimentar, tornando-se inimigos. Um transferiu-se para Porto Alegre. O outro, foi à capital, em férias. Dirigiram-se ao ponto de encontro dos gaúchos, a Rua da Praia. Como nenhum deles tinha conhecidos lá, ao se encontrarem, trocaram cumprimentos e abraçando-se reataram a amizade. Assim, desde então, tinham com quem se encontrar na Rua da Praia.

Registro Fotográfico III

Torcida Juventina - 27-09-1953
Foto :João Jayme Araújo

2 . Juventus e Gaúcho de Ijuí


Em determinado ano, penso ser 1958, o Juventus disputou em divisão de profissionais, o Campeonato Estadual. Como penúltimo jogo da temporada, foi em Ijui e, para surpresa de todos, logrou bater o GAUCHO, por 3 x 2. No domingo seguinte houve a partida da volta. Um dos inscritos na Federação pelo Juventus era alguém que já estava deixando o futebol, ou, o futebol deixando ele. Sesteava quando foi acordado pelo Presidente do Clube para ir ao Estádio CARLOS DENARDIN completar o numero mínimo legal de atletas exigido pelas Regras. O placar do jogo foi 5 ou 6 para os visitantes. Causa: um dos jogadores que formava o todo e não por acaso chama-se ........... CANHA, não conseguia parar de pé e era, como se vê, um dos sete que disputaram a partida pelo JUVENTUS.

Registro Fotográfico II

Foto: João Jayme Araújo

1 . Juventus e Floresta

O Juventus precisava de um determinado resultado, para obter o título. O ultimo adversário, pelo carnê era o Floresta, como livre atirador. A partida já estava nos acréscimos, ouviu-se um apito. O goleiro do Juventus abraçava-se, aos demais defensores pela conquista. Determinado jogador do Floresta, desolado com o término do jogo,tendo a bola à sua frente, bateu nela, com raiva. Ela, caprichosamente, não mais tendo ninguém no golo do Juventus, entrou na meta. O Juiz, - TROETO SHERER -que segundo ele não fora quem apitara, validou o gol e o titulo se foi para as cucuias. Soube-se, depois, que quem apitara, inadvertidamente, fora uma torcedora do Juventus que estava comodamente sentada no pavilhão de madeira. Foi ela a causadora desse desastre.

Registro Fotográfico I

Exposição nos anos de 1950 em Santa Rosa
Colaboração de João Jayme Araújo.