sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

JUVENTUS 2010

Juventus é goleado no clássico regional.

O Juventus foi a Santo Ângelo neste domingo, 1º de março, para disputar o último jogo do 1º turno da Chave 2, as 19 horas no Estádio da Zona Sul.Veja como foi o jogo:

0min – São 19 horas. Começa o jogo no Estádio da Zona Sul. Em casa, a equipe missioneira precisa de um bom resultado. O Juventus tenta se manter na 2ª colocação.

10min – As duas equipes não demonstram um bom futebol. Sem jogadas interessantes.

20min – O zagueiro Anderson do Juventus recebe cartão amarelo por empurrar um atacante.

21min – O atacante da SER Santo Ângelo cabeceia para a área e a bola bate na mão do zagueiro. Pênalti.

22min – Rone bate alto no canto superior de Rafael e faz 1 a 0. Até então, o adversário não representava grande perigo para o Juventus, pois o Santo Ângelo não criava jogadas perigosas.

29min – O Santo Ângelo reclama um pênalti não marcado.

37min – Josias faz falta por trás e recebe cartão amarelo.

45min – O árbitro dá 3 minutos de acréscimo.

48min – Termina o 1º tempo: 1 a 0 para o Santo Ângelo.

2º tempo:

0min – Inicia o 2º tempo. O Juventus precisa melhorar no jogo se quiser pelo menos empatar.

8min – O Juventus faz a primeira troca: sai Wiliam Campos e entra Jonas.

11 min – O árbitro interrompe o jogo por problemas técnicos numa torre de iluminação. O cronômetro para por 10 minutos. Contornado o problema o jogo reinicia.

16min – O Juventus faz a 2ª substituição: Marcelo por Maikel e começa dominar o jogo.

18min – O Santo Ângelo não se encontra no jogo, pois o Juventus volta melhor depois do apagão. A equipe missioneira troca: sai Douglas e entra Diego.

21min – O Juventus continua melhor no meio campo com Donovan controlando as ações. É o melhor público do ano na Zona Sul.

24min – A partir daí, muda a história do jogo. O Santo Ângelo com as mudanças melhora. Num contra-ataque rápido, Altieri invade a área, bate a zaga e manda para as redes: 2 a 0.

26min – Dois minutos depois, Diego recebe no meio da área, vira para bater com o pé esquerdo e faz 3 a 0.

27min –O Juventus troca: sai Ivo e entra Roberto.

28min – Cartão amarelo para Cristiano Lucas e Diego.

30min - O Santo Ângelo toma conta do jogo. Altieri se torna o nome do jogo. Da intermediária vê Rafael adiantado e por cobertura faz um bonito gol: 4 a 0.

32min – A equipe jovem do Juventus sente a goleada e o Santo Ângelo aproveita. Tira Rone e coloca Natan.

35min – Diego faz o 5º gol do Santo Angelo.

39min – Cartão amarelo para Wiliam do Santo Ângelo.

45min – O árbitro cresce mais dois minutos de jogo e nada mais acontece.

47min – Fim de jogo: Santo Ângelo 5 a 0.


SER Santo Ângelo: Sérgio: João Pedro (Wiliam), Josias, Miranda e Carlão: Altieri, Paulão, Cuiabá e Cristian Lucas: Rone (Natan) e Douglas (Diego). Técnico Interino: Zica Pagliarini.


Juventus: Rafael: Lucas, Anderson, Rodrigo e Wiliam Bones: Donovan, Ismarlei e Marcelo (Maikel): Cleberson, Wiliam Campos (Jonas) e Ivo (Roberto) Técnico Marcelo Baron.


Arbitragem: João Carlos dos Santos auxiliado por Samir Bertollo dos santos e Cristiano da Silva Santos.


O próximo jogo do Juventus será no próximo domingo, no Carlos Denardin, onde enfrenta novamente o Santo Ângelo, iniciando o returno. Ah, e precisa melhorar se não....Haverá estréia das novas contratações.


------------------------------------------------------------------------
Juventus vence em casa e faz as pazes com a torcida


Jogando em casa, nesta quarta-feira, 24, as 20h30min.a equipe santa-rosense venceu o Atlético Carazinhense por dois a zero e subiu para a vice-liderança da chave 2. O JAC jogou desfalcado de 5 atletas; 2 por lesão e 3 suspensos. O técnico Marcelo Baron, montou uma equipe para atacar, mas encontrava dificuldades com a zaga rubro-negra de Carazinho. O meio do campo articulava bem mas o centro avante Wiliam Campos não conseguir se impor e finalizar. E, terminou 0 a 0.

No intervalo, Candinho técnico atleticano tira Jé e entra Márcio. O JAC também muda. Baron substituiu Wiliam Campos por Jonas. Foi o que bastou para mudar o jogo. . Bem mais articulado no 2º tempo o Juventus pressionou até que Jonas abriu o marcador aos 22. Logo após o gol, aos 25, o mesmo Jonas sofre uma agressão do goleiro Simas do Atlético. O arbitro João Carlos dos santos, marca pênalti e expulsa o atleta. Sem goleiro, entra o reserva Filipe, e sai o Césinha que já havia entrado aos 15, no lugar do centro avante João. Maikel bate o pênalti, o goleiro dá o rebote e Maikel empurra para as redes: 2 a 0. Aos 38, o zagueiro juventino Rafael, numa jogada ríspida desnecessária, na linha divisória próximo da lateral leva o vermelho. Como surpresa do Juventus destacamos a boa partida do jovem lateral esquerdo Wiliam Bones, que surpreendeu. Bom jogador, de apenas 17 anos.

O Juventus formou com: Tales: Lucas, Rafael, Rodrigo e Wiliam Bones: Donovan, Esmarlei e Roberto (Maikel aos 16min do 2º): Clebersom (Tiago aos 40 do 2º) Wiliam Campos (Jonas no intervalo) e Ivo.Técnico Marcelo Baron.


O Atlético: Simas (expulso por agressão): Eder, Sandro gaúcho, Juninho e Dunga: Ninho, Dapper e Jé (Márcio, no intervalo): Balaio, João (Césinha aos 15 depois Filipe que substituiu Simas, expulso), e Buiú> Técnico: Candido S.S. Rodrigues (Candinho).


Arbitragem: João Carlos dos Santos auxiliado por Eduardo Martins Chaves e Samir Bertollo. Foram dados 3 minutos de acréscimos para cada tempo.

Cartões amarelos: Juventus: Rafael, aos 24; do Atlético Sandro Gaúcho aos 15 e Jé aos 18 todos no 1º tempo. No 2º tempo: do JAC Rodrigo aos 20, Maikel aos 37 e do Atlético Éder aos 15. Cartões Vermelhos: do Atlético Simas aos 25 e do JAC Rafael aos 28 do 2º tempo. Gols: Jonas aos 22 e Maikel aos 25 do 2º tempo. Ponto negativo: O meio campo Roberto quebrou o nariz, num choque com o adversário e foi encaminhado pelo Depto. Médico ao hospital.

Com este resultado o Juventus sobe para a 2ª posição na tabela e vai a Santo Ângelo no domingo, enfrentar a SER Santo Ângelo.


----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Num jogo de muitas expulsões, pênaltis desperdiçados, Juventus sofre a segunda derrota seguida.


Desfalcado de Lucas e Marlon, no domingo, 21, o JAC foi a Panambi enfrentar o time que leva o nome da cidade. O jogo teve inicio às 19 horas no Complexo Esportivo Piratini. A SER Panambi joga desfalcada do lateral direito Cristiano Polenta e do ponteiro Esquerdinha. O jogo inicia parelho com as duas equipes indo para o ataque. Aos 5, num ataque juventino, Alexandre recebe o cartão amarelo , ao fazer falta sobre Cleberson. O Panambi por jogar em casa, aos poucos pressiona o Juventus. Aos 15, numa triangulação entre Amaral-Fabiano Veiga e Teco, o verde e branco quase abre o placar. Numa falta no ataque do JAC, próxima da meia lua da grande área, aos 19, João Carlos recebe cartão marelo. Mas, aos 20, numa jogada ensaiada, Tinga rola para Teco que cruza e Marcelo Buda de cabeça vence Rafael, abrindo o placar para a SERP. O Juventus se defende, toca a bola, contra ataca, mas não consegue finalizar. O arbitro dá 3 min de acréscimo. Ainda receberam cartão amarelo no 1º tempo: Anderson, Marcelo Buda, e Serginho.

No 2º tempo, aos 4, Marcelo é expulso por fazer pênalti em Fabiano Veiga. Teco cobra e desperdiça a chance de ampliar. Aos 10, Baron tira Roberto e põe Wiliam. O Panambi, em casa, com um jogador a mais, manda no jogo. O JAC se defende. Aos 15 o Panambi troca Serginho por Muça e o JAC, Wiliam Campos por Acauan. A pressão verde e branca é grande. Aos 20, Fabiano Veiga manda a bola no travessão que vai para a linha de fundo. Wiliam (J) recebe amarelo aos 25 por falta e o zagueiro João Carlos é expulso aos 28. Agora os dois times ficam com 10 jogadores. Tinga aos 29, recebe o amarelo por segurar uma jogada de ataque do JAC. Aos 32, o Técnico Gerson Conti coloca Wiliam (P) no lugar de Teco, afim de reorganizar o time. Em igualdade o Juventus começa a dar volume no jogo e tenta empatar. Mas, aos 38, Fabiano Veiga chuta para o gol e a bola bate no braço de Anderson e o arbitro marca pênalti. Tiago recebe amarelo por reclamação. Marcelo Buda bate e marca o 2º gol do Panambi e é expulso na comemoração do gol. Numa falta grave fora da área em Fabiano Veiga, o goleiro Rafael é expulso aos 43. Tales entra no lugar de Tiago para substituir o goleiro expulso. O Panambi aproveita e tira Fabiano Veiga e coloca Fábio em seu lugar. O árbitro dá 5 minutos de acréscimo. Alexandre sofre pênalti aos 46, numa falta de Anderson que é expulso. Alexandre, bate para fora. Fim de jogo. Panambi 2 x 0 Juventus.

Panambi: Wagner: Amaral, Jésum, João Carlos e Sérgio Luiz: Serginho (Muça), Fabiano Veiga (Fábio) e Teco (Wiliam); Alexandre, Marcelo Buda e Tinga. Técnico Gerson Conti.

Juventus: Rafael; Tiago (Tales), Anderson, Rodrigo e Marcelo; Donovan, Ismarlei e Roberto (Wiliam); Cleberson, Wiliam Campos (Acauan) e Ivo. Técnico Marcelo Baron.

Arbritagem muito conturbada de Edegar da Silva Frick auxiliado por Felipe Boeno Lermen e João Carlos Pederson.


Jogadores do Juventus são agredidos por torcedores da equipe adversária. Saiba mais cliclando AQUI


O próximo jogo do JAC acontece em casa, dia 24, quarta feira, as 20h30min, contra o Atlético de Carazinho.


-------------------------------------------------------------------------------------------------
Juventus perde a primeira em 2010, em casa e por goleada.

Jogando em casa, pela liderança, nesta quarta-feira (17) às 20h30min, no Estádio Carlos Denardin, o JAC sofreu a primeira derrota no campeonato, e por goleada.

O Juventus até que começou bem indo para o ataque, mas aos 8 min, perde a bola no meio campo, o Riograndense vai ao ataque e provoca falta pela direita. Luis Fernando numa cobrança perfeita atinge o ângulo esquerdo de Rafael e abre o placar no 1º tempo.

Aos 18 o JAC quase empata numa cobrança de falta por Marcelo. Aos 22 o mesmo Marcelo faz jogada pela esquerda, envolvendo a defesa santamariense, mas o arbitro marca impedimento na conclusão da jogada. O Riograndense se mantém bem postado na defesa, o JAC ataque mas pouco define. Aos 38 Marlon, que durante a semana fez tratamento de uma lesão, sai e entra Amauri. Aos 42 Cleiton foi expulso, por jogada violenta no adversário e por ofensa ao árbitro. Aos 45 sai Ivo e entra Denis no Riograndense, para recompor o esquema tático, que aliás, estava dando certo até o momento.

No 2º tempo o Juventus volta disposto a virar o jogo, com um homem a mais. Aos 6, uma falta pela direita cobrada por Marcelo, a defesa afasta. Aos 7, Lucas (J) e Márcio Alemão (R) recebem cartão amarelo por uma jogada ríspida entre ambos. Aos 12 Márcio Alemão amplia após cobrança de escanteio, cabeceando livre para o gol de Rafael. Aos 13, Amauri recebe cartão por simular uma falta próximo da área e Rangel aos 14 também por uma falta. A partir de então, o Riograndense armou-se na defesa e só explorava os contra ataques. Aos 25 o técnico Rodrigo Bandeira faz entrar Alfinete no lugar do goleador Alemão, trocando um atacante por um jogador defensivo, fechando ainda mais sua defesa. Baron tenta o que pode e aos 28 tira o zagueiro Rodrigo e o substitui pelo atacante Roberto, para ir para cima. Aos 28 Ismarlei recebe amarelo ao segurar um contra ataque do Periquito de Santa Maria. Não conseguindo seu objetivo, que era fazer gol para reagir, o JAC troca, põe Acauan e tira o lateral Marcelo, mas aos 40 André Tereza faz três a zero num contra ataque rápido liquidando de vez a fatura. Logo após o gol o defensor Paulão entra no lugar de Toto, aí sim, o Riograndense armou uma retranca de vez, levando o resultado até o final, não deixando o Juventus esboçar qualquer reação. Os desfalques, principalmente Donovan, e a juventude do time santa-rosense, sucumbiram ao esquema de jogo e a experiência do Riograndense. Com este resultado o Juventus perde a liderança, e tenta se recuperar no no campeonato, domingo, em Panambi, na próxima rodada,contra a SER Panambi.

Juventus: Rafel; Lucas, Anderson, Rodrigo (Roberto), Marcelo (Acauan); Ivo. Ismarlei e Marlon (Amauri ); Cleberson, Wiliam Campos e Maikel. Téc. Marcelo Baron.

Riograndense: Jair; Flávio, Morelli, Kaiser e Luis Fernando; Rangel, Toto (Paulão) e André tereza; Ivo Dorte (Denis) , Márico Alemão (Alfinete) e Cleiton. Técnico: Rodrigo Bandeira.

Público: 500 pessoas

Arbitrou o jogo, IltonMarco Alves de Souza, auxiliado por Cristiano Ivan Eckert e Yuri Macuglia Oberto.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Clássico "italiano" em Santa Rosa termina empatado.

Em pé: Iberê, Anderson, Rodrigo e Rafael. Agachados: Lucas, Cleberson, Ismarlei, Marcelo, Marlon, Donovan e Ivo.
Foto: Gentileza Jornal Gazeta Regional

Um bom público compareceu para assistir um jogo complicado e truncado entre Juventus de Santa Rosa e Milan de Júlio de Castilhos que terminaram empatados neste domigo, 14, às 19h30min no Estádio Carlos Denardin.

O treinador do Milan e ex-jogador Valduíno Alves, armou sua equipe num esquema fechado, com uma marcação forte sobre Cleberson e Ivo, assim, complicando a vida do Juventus e explorando os contra ataques. No primeiro tempo houve muitas faltas e muitos cartões, num total de oito, dois do Juventus e cinco do Milan. Mesmo assim, Iberê, abriu o placar aos 35 min do 1º tempo para o JAC tocando para as redes de Manga, após cruzamento da esquerda. Não deu tempo para comemorar e numa falha da defesa juventina Paraíba empatou.

Na segunda etapa. Marcelo Baron tirou Iberê que havia se lesionado no final da 1ª etapa e colocou Acauan. Ainda, no segundo tempo, procurando soluções para seu ataque, Baron fez mais duas substituições: aos 15min retirou Marlon e colocou Wiliam Campos, e aos 38 min Maikel entrou no lugar de Ivo. Valduíno também alterou sua equipe reforçando ainda mais, fazendo uma linha de frente de sua defesa: aos 20min Didi entrou no lugar do lateral Vaguinho, Guilherme aos 30min no lugar de Paraíba e Lyon aos 40min no lugar do cansado Átila. O Juventus não conseguindo chegar bem ao ataque e o Milan num bloqueio bem armado o jogo foi até o final, terminando empatado o clássico italiano (Juventus e Milan). No 2º tempo houve mais quarto cartões amarelos e um vermelho: Aos 4 para Donavan e aos 36 para Lucas do JAC; aos 25 para Leandro e aos 40 para Daia do Milan. Aos 34min Padilha foi expulso, ao fazer falta grave na defesa do JAC. Com este resultado o Juventus continua na Liderança da chave e recebe em casa, desfalcado por causa dos cartões, na quarta-feira, 16, o Riograndense de Santa Maria.

Formou o Juventus, com: Rafel Henrique: Lucas, Anderson Rodrigo e Marcelo; Donavan, Ismarlei e Marlon (Wiliam Campos) Cleberson, Iberê (Acauan) e Ivo ( Maikel). Técnico: Marcelo Baron.


O Milan atuou com: Manga; Vaguinho (Didi), Danda, daia, e Átila(Lyon); Fabrício, Leandro, Paraíba (Guilherme); Felipe, Alexandre e Padilha. Técnico: Valduíno Alves.



Arbitragem: Márcio André Schiavo, que no final do 1º tempo deu 1min de acréscimo e no 2º tempo 4 min. para compensar as faltas, as reposição de bola.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Juventus empata fora e se mantém invicto na liderança.


Na quinta-feira, 11, as 18h30min., Juventus e Gaúcho de Passo Fundo se enfrentaram no Estádio Carlos Renato Bebber, na cidade de Marau, O JAC iniciou o jogo melhor, mas aos poucos o Periquito do Boqueirão, no esquema 4-4-2, cresceu em campo e terminou a primeira etapa melhor, com chances de abrir o placar.


Bem postado em campo, logo aos 2 min. do 2º tempo, o zagueiro Anderson aproveitando um cruzamento, marca de pé direito, abrindo o placar. Aos 12 min. o árbitro não marcou um pênalti a favor do JAC. Aos 15 min. o Gaúcho troca o zagueiro Wagner pelo atacante Guinho, e parte para cima. O Juventus resiste até aos 24 min. Numa jogada pelo lado direito, Marcelo Bela empata chutando no ângulo esquerdo de Rafael Henrique. Logo após o gol, Patrick substitui o goleador do Gaúcho. A equipe de Passo Fundo pressiona, mas o Juventus se defende bem. Com duas substituições (Cleberson por Amauri e Ivo por Maikel) a equipe de Santa Rosa explora os contra-ataques e leva o jogo até o final. Com este resultado o Juventus mantém a liderança da chave e invicto, joga no domingo, no Carlos Denardin, com o Milan de Júlio de Castilhos.


Gaúcho: Souza: Graciano, Giba, Wagner (Guinho) e Nelson: Dudu, Danilo, Paulinho (Diego Sertão) e Renan: Marlon e Marcelo Bela. Técnico: Ricardo Attollini.



Juventus: Rafael Henrique: Lucas, Anderson, Rodrigo e Marcelo: Donavan, Ismarlei e Marlon: Cleberson (Amauri), Iberê e Ivo (Maikel).

Técnico: Marcelo Baron.


Arbitragem: Ademir Zuniazello auxiliado por Denisson Campara Cavagnoli e Vítor Piekatoski. Cartões amarelos: Anderson, Rodrigo, Iberê e Graciano.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Jogando um bom futebol Juventus obtém sua primeira vitória fora de casa.


Na quarta feira, 03 de fevereiro, o JAC foi a região celeiro enfrentar o TAC - Tres Passos Atlético Clube, no Estádio Luís de Medeiros.
Mesmo vindo de uma goleada de 5 a 1 no Passo Fundo, na estréia, o TAC tinha o Juventus como uma das equipes mais fracas da chave. Mas, não foi o que aconteceu no jogo. O Juventus embora jogando fora manteve seu esquema tático, coordenado pelo jovem técnico Marcelo Baron, com garra, determinação e um bom futebol, obteve um grande vitória fora de casa e mantendo a liderança. Aos 22 min do 1º tempo Ismarlei abriu o marcador e Donavan ampliou aos 20 min. e Iberê de penalte aos 36 min. do 2º tempo. A alta temperatura da tarde não prejudicou a atuação do JAC, demonstrando o grande preparo físico, graças ao trabalho do Preparador Professor Marco Antônio Urnau.

Três Passos: Tom: Leandrinho, Miro, Sidenei e Tato: Marcão, Rafael Pelé e Hudson (Bastião): Evandro Brito, Fábio Buda (Daniel) e Júlio César (Maicon Leandro). Técnico: Edson Mahler.
Juventus: Rafael Henrique: Lucas, Rodrigo, Anderson e Marcelo: Donavan, Ismarlei e Marlon (Wiliam) Cléberson (Maikel) Iberê (Acauan) e Ivo. Técnico; Marcelo Baron.

Arbitragem: Márcio Schiavo auxiliado por Samir Bertollo dos Santos e Eduardo Chaves. Cartões amarelos: do JAC: Ismarlei aos 22 min do 1º e Donavan aos 20 e Iberê aos 36 min do 2º. Do jalde-negro de Tres Passos, , Rafael aos 2 e Maicon aos 30 do 2º. Público e renda não informados.
-------------------------------------------------------------------------------------------------
Juventus estréia com goleada.

Foto: Jornal Gazeta Regional
Jogando um futebol primoroso, com qualidade e garra, os meninos comandados por Marcelo Baron, venceram o EC Passo Fundo por 5 a 1 na noite de 29/01/2010 no Carlos Denardin em Santa Rosa. Já no primeiro tempo a equipe juventina vencia por tres a zero, com gols de Cleberson aos 15 min, Marcelo cobrando falta os 32 min. e Marlon de penalti aos 43 min. Ainda no primeiro tempo o Passo Fundo fez duas alterações, mesmo assim não segurou o ímpeto do Juventus. Na segunda etapa o Juventus continuou brilhante e Cleberson, o goleador da noite, fez mais dois, aos 17 min. e 26 min., este último um golaço. Marcelo descontou para o Passo Fundo aos 30 min. do 2º tempo. Cartões amarelos: tres para o Juventus e dois para o Passo Fundo.

O juventus jogou com Rafael Henrique; Lucas, Anderson, Rodrigo e Marcelo; Donavan, Ismareli e Marlon (Wiliam Bones); Cleberson, Iberê (Wiliam Campos) e Ivo.

O Time do Técnico Paulo Sérgio Poleto atuou com: Segala: Polaco, Valdomiro, Juliano (Maxwel) e Tiago Baiano; Marcelo, Cleber (Felipe) e Vainer; Baiano, Paulo Roberto (Adãozinho) e Marcio Galvão.

Arbitragem de Marco Sacon auxiliado por Samir Bertolo e Eduardo M. Chaves. Um bom público apreciou o espetáculo
------------------------------------------------------------------------------------------------
Campeonato Gaúcho Segunda Divisão - 2010

Chave em que participará o Juventus.

E.C. Passo Fundo (Passo Fundo) , Três Passos A.C. (Três Passos), E. C. Gaúcho (Passo Fundo) , E. C. Milan (Júlio de Castilhos), Riograndense F.C. (Santa Maria), S.E.R. Panambi, (Panambi) S.E.R. Santo Ângelo (Santo Ângelo), e Juventus A.C (Santa Rosa).

Jogos do Juventus na 1ª fase.

1º Turno:

  • 29/01 - Juventus x Passo Fundo
  • 03/02 - Três Passos x Juventus
  • 10/02 - Gaúcho x Juventus (em Marau)
  • 13/02 - Juventus x Milan
  • 17/02 - Juventus x Rio-Grandense
  • 21/02 - Panambi x Juventus
  • 24/02 - Juventus x Atlético de Carazinho
  • 28/02 - Santo Ângelo x Juventus

2º Turno:

  • 07/03 - Juventus x Santo Ângelo
  • 10/03 - Atlético x Juventus
  • 14/03 - Juventus x Panambi
  • 17/03 - Rio-Grandense x Juventus
  • 21/03 - Milan x Juventus
  • 24/03 - Juventus x Gaúcho
  • 31/03 - Juventus x Três Passos
  • 04/04 - Passo Fundo x Juventus

Um comentário:

  1. pra mim o atleta Esmarlei tem grandes chances de ser o destaque da segundona tem tudo pra crescer....

    ResponderExcluir