quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Juventus perde e é agredido em Panambi

24/02/2010 - Fonte: GR

A equipe do Juventus perdeu neste domingo (19) por 2x0 para o Panambi, em Panambi. Com o resultado do jogo realizado pela série B do Campeonato Gaúcho, o time de Santa Rosa, caiu uma posição na tabela, ficando em terceiro lugar. Mesmo com o resultado, torcedores do Panambi atacaram os jogadores do Juventus em frente ao restaurante que jantavam na cidade do adversário, deixando vários feridos.
O jogo teve início às 7h quando a equipe do Panambi entrou em campo e fez dois gols em cima do Juventus. Após a partida o grupo de Santa Rosa jantava em um restaurante quando dois torcedores do time adversário que moravam em frente invadiram o local tentando intimidar a equipe. O dono do estabelecimento chamou a Brigada Militar que compareceu ao local e acalmou os torcedores que afirmaram atos de provocação por parte dos jogadores do Juventus.
Na saída do restaurante a confusão que já parecia terminada, continuou. Mais torcedores foram para cima dos jogadores e equipe técnica com pedras, tijolos, garrafas e copos de vidro, e um ainda estava armado com uma faca. O conflito se alastrou e os grupo de Santa Rosa teve que se defender como pode. A Brigada Militar foi acionada novamente e só assim a confusão teve fim.
Em 20 minutos de tumulto vários jogadores ficaram feridos, com cortes nas mãos, braços e pernas. O ônibus ficou com visíveis sinais de depredação, janelas foram quebradas e lataria danificada pelos objetos arremessados. O pára-brisa foi atingido por um pedaço de tijolo e teve o vidro trincado. Dentro do ônibus ficaram estilhaços de vidros e tijolos.
A chegada em Santa Rosa que estava prevista para as 12h só ocorreu às 5h30 devido à confusão. A equipe técnica estava surpresa com o acontecido: “Não imaginávamos que isso existisse ainda, achamos que o futebol estivesse mais civilizado nesse sentido. A nossa equipe ficou desestabilizada com o acontecido e agora temos que procurar nos estabilizar novamente”, explicou o Treinador da Equipe, Marcelo Barón.
Os jogadores machucados no conflito compararam o incidente com os da ‘Antiga 2ª divisão’: “Ficamos chateados que essas coisas ainda aconteçam depois de tanto tempo”, afirmou o goleiro, Rafael Henrique Forte. Ainda explicam que não tiveram culpa: “Estávamos quietos, eles vieram para cima de nós e só reagimos para se defender, pois do contrário não sei aonde tudo ia acabar”, relata o zagueiro Anderson Lima. Nenhum jogador está afastado devido às lesões.
O Presidente do Juventus, Luciano Junges, afirmou que medidas já foram tomadas quanto ao incidente: “Contatamos a comissão técnica do Panambi e eles já confirmaram que a Brigada Militar está tomando suas providências legais quanto ao ocorrido. Os torcedores envolvidos devem ficar proibidos de entrar no estádio por certo tempo”. Quanto a Federação Gaúcha de Futebol a princípio nenhuma punição será efetuada por ela ao clube, já que o conflito ocorreu fora do estádio e de forma isolada: “O time não teve culpa e a torcida como um todo também não, assim seria injusto puni-los, a situação fica a cargo da Brigada Militar”.
O Juventus ocupa agora o terceiro lugar na tabela, com 8 pontos marcados, um atrás do time do Panambi. O Juventus já jogou seis partidas pelo campeonato neste ano, duas vitórias, dois empates e nos últimos jogos duas derrotas, ainda assim o treinador Barón afirma que há boas chances para o time: “Jogamos contra os quatro melhores times da série B, ganhamos de dois e perdemos para dois, assim a avaliação a ser feita não é ruim. Acredito no potencial dos jogadores e também que eles podem estar entre os seis melhores times”. O primeiro e segundo lugar de cada chave do Gauchão, série B, se classificam para as quartas-de-final, juntos dos dois melhores terceiros lugares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário