sábado, 8 de setembro de 2012

Outros esportes


VOLEIBOL, TÊNIS, BOLÃO e TIRO AO ALVO
(Anos 1950)

João Jayme Araujo
jjgaucho23@hotmail.com


 MACHADO DE ASSIS



Na parte esportiva, o Grêmio Esportivo Machado de Assis, do educandário do mesmo nome, as equipes, tanto no vôlei, como no basquete, eram formadas, na maioria das vezes, por militares que ali estudavam. No vôlei: Meneghel, Jayme, Pydd, Schultz, Odilon e Ramires.
No basquete, além desses, Batistinha, um ala de baixa estatura, mas, dos grandes encestadores, que a cidade conheceu.
Para fazer justiça, junto com o ÁGUIA NEGRA, foram os praticantes desses esportes em nossa cidade, sempre incentivados pelo grande educador que foi FIORAVANTE PEDRAZZANI.



ÁGUIA NEGRA


 Na foto: Decio Zoehler, Ludovico, Antoninho Rigo, Arno Schuemberg, Nique Zoehler e Ascanio Pinto(Foto Nique)


Que eu lembro nossa terra, com raras exceções, não teve grandes equipes nesse esporte.
Dos que se interessava por Vôlei, com destaque, foi LUIS FLORIANO MENEGUEL, que cursando a Escola de Educação Física do Exército na Urca–RJ, teria jogado no sexteto do Fluminense ou do Vasco.
Exímio cortador, no tempo que se jogava por duplas: cortador e levantador.
Segundo seu ensinamento, o bloqueio era para fazer a bola subir, a fim de possibilitar o contra-ataque.
Quando tal não ocorria olhando para os bloqueadores, dizia:
– Não cumpriu a finalidade do bloqueio! 



 A primeira equipe da cidade teria sido o ÁGUIA NEGRA. Integrada pelos professores da Comunidade Evangélica da Paz, como Professor Nelson Grebin, Professor Roberto Seidel, Decio Zoehler, Evaldo Rippel, Arno Schuenke e alguns mais, geralmente vindos de Estrela-Lajeado e por funcionários de bancos
O AGUIA NEGRA teve uma carreira meteórica, ora aparecendo, ora desaparecendo. Depois se seguiu o GEMA – Grêmio Esportivo Machado de Assis, do estabelecimento de ensino do mesmo nome, ,que, então, também, aparecia e desaparecia! O grande incentivador do esporte no Machado de Assis foi o seu criador: o mestre FIORAVANTE PEDRAZZANI.

GRUPOS DE BOLÃO



Santa Rosa teve ao seu tempo, vários grupos de bolão, uns destacados e outros menos votados. Seus nomes: NÃO PÓDE, NÃO SE ENGANA, 12 DE ABRIL, 20 DE SETEMBRO, inicialmente. Depois vieram o CAXIAS, fundado por Jaime Mantovani, que reunia uma gurizada, que, por força das circunstâncias, treinava à tarde. 


Um dos aficionados do bolão e um dos seus mais brilhante jogadores da época, que jogava no Aliança, era Norberto  Harald Schuneman.
À noite, quando a cancha não era usada pelo seu grupo, aparecia para chuliar, bater um papo e cositas más.
Invariavelmente, chegava junto ao recinto, dirigia seu olhar a todos e interrogava-lhes, sempre com a mesma  frase que ficou sua marca registrada:
– como estarão se havendo os contendores nessa árdua e renhida disputa?

TENIS


Veio servir em Santa Rosa, um dos expoentes do Estado no chamado esporte branco, Major Hening.
Iniciou por deixar em dia as canchas do Regimento, onde tinha como sparring o Major Waldir.



O esporte “espraiou-se” e a Sociedade Cultural, a pedido e com a colaboração dos próprios remodelou suas canchas – duas  – de saibro e então surgiram novos praticantes
O point era encontrarem-se os novos adeptos e poucos experimentados como JULIO MORALES, Dr. WALTER WARTH e Dr. STEFEN ao fim da tarde no local e os dois militares.
Dos novos, o que progrediu, teria sido o LIVINO BIRCKE.
Como se disse era o denominado esporte branco e, como tal, assim deviam-se vestir os praticantes.
Um deles, porém, médico, não se sabe se, por descuido ou para irritar seus companheiros, seguidamente, aparecia com meias escuras.

CLUBE GUARANY DE CAÇA E PESCA



Quando de sua fundação, o Clube alugou ou serviu-se de um local para prática de tiro ao alvo e tiro ao prato, numa área de propriedades da família Kroth,cuja entrada era em frente ao portão do atual cemitério,.numa baixada, onde havia as linhas de tiro e um poção para banho junto.
Nas provas de revolve,r havia poucos competidores. Lembro dos Majores COUTINHO.e WALDIR.


A maioria, praticava o tiro ao prato tendo como expoentes, JOÃO RIGON, JOÃO HOFFMANN, ZECA SEGER, LEONISIO GRANDO, TITUS BIRMANN e outros menos votados, como João Aguirre Araujo, que embora participasse da maioria dos acontecimentos sociais, nunca foi bom de grana.
Os outros, como dispusessem de poder financeiro, “importavam” armas – LASSORDA, TARASQUETA e outras específicas e coletes especiais, com bolsos, para portarem a munição.
Seu Joãozinho Araujo dizia:
– ah se eu tivesse as mesmas armas deles, seria, com certeza, tão bom quanto.

Um comentário:

  1. Relembrando o passado; blog do Juventus e do baú do Milton.
    Pois eu já escutava algo sobre essa equipe de volei,Águia Negra, todos fardados de preto, com calças compridas, mas lá no fundo de minhas lembranças, mas muito pouco, já que é muito antigo. Lembro-me dos times de basquete, acho que em certames municipais. Lembro que o pai da santarrosense Xuxa Meneguel, o sargento....... jogava basquete na quadra do 1° RCM. Magro e alto. Hoje capitão ou Major do exército, aposentado, residindo no Rio de Janeiro.
    Treinávamos futsal, em 1963, pois eu e Gilberto Rosa fazíamos parte da equipe Juvenil do Alvorada de Santa Rosa, onde jogou seu maior craque, o Ivanir Taffarel. Gilberto faleceu em João Pessoa, o Adanir Santarém, outro componente juvenil dessa agremiação, faleceu em Giruá. Com tudo isso, quero te salientar, amigo Atanagildo, teu lindo trabalho frente ao blog do Juventus, pois transborda de nostalgia e alegria com tuas informações, de qualquer origem que seja, a muitos leitores de várias comunidades desse lindo país.
    Parabéns, juntamente com o Jayme Araujo, extraordinário historiador.
    Mílton H.Schwerz

    ResponderExcluir