sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Por Onde Anda?

ELÓI VICENTE PEREIRA
(Taquariano)


Sou natural de Santa Rosa/RS, filho de VICENTE MANOEL PEREIRA  e de BLONDINA PEREIRA. Sou conhecido pelo apelido Taquariano.
Casado com ANELI CERVO PEREIRA, temos 03 filhos (Gerson Luiz, Miguel Vicente e Jamur Eloi: sete netos,  Marcelo, Pedro, Tomás, Morissa, Juliana, Débora e Eduarda e dois bisnetos: Frederico e Amanda.
Minha formação profissional é Técnico em Contabilidade a nível de 2º Grau..
Tive uma infância sem sobressaltos, normal. Estudei no Colégio Santa Rosa de Lima, onde iniciei no futebol jogando no time dos Irmãos Maristas de nome Cariris F. C.
Joguei no E. C. Aliança de Santa Rosa, RS, e, no Gaúcho F. C. de Tucunduva/RS. Lembro com saudades dos tempos em que joguei pelo E. C. Aliança de Santa Rosa/RS., e no Gaúcho F. C., de Tucunduva/RS. Não esqueço o fato de que o meu pai, juntamente com o meu tio Elias (pai do meu primo Walter Pereira Oliveira que foi, na década de 60, o lateral direito do E. C. Aliança), sempre estavam juntos e presentes aos jogos em que participava ou que juntos participávamos.

Joguei no E. C. Aliança de Santa Rosa/RS, no período de 1957 até 1963. Era o ponta-direita, onde fui campeão citadino nos anos de 1957, 1958, 1959 e 1963.  Em 1959, fui campeão estadual de amadores, serie amarela. Tinha como característica de jogo o chute potente e as cruzadas de bola para os atacantes de área concluir em gol. Integrei o ataque do E. C. Aliança, quando do apogeu da dupla Penicilina (centro-avante) e  Alceu Mallmann (meia-esquerda). 

Em 1964, já residindo na cidade de Tucunduva/RS., ( onde  resido até hoje),  participei, como jogador e treinador, no elenco do Gaúcho F. C.  daquela cidade, ajudando na conquista de um tri-campeonato estadual de amadores, série amarela. Sou torcedor do E. C. Internacional de Porto Alegre.
Quanto a vida profissional, exerci a função de Agente Fiscal do Tesouro do Estado do RGS, hoje aposentado.
Sou apaixonado por futebol, porém, impossibilitado de jogar por problemas físicos (ruptura dos ligamentos do joelho da perna direita) fato que me fez optar pelo bolão, onde disputo até hoje  e tendo já conquistado três títulos estaduais).
Exerci a função de treinador por três meses na Associação Santa Rosa de Esportes- ASRE, de Santa Rosa, e por cinco anos fui treinador do Gaúcho F. C., da cidade de Tucunduva.

Aposentado, vou levando a minha vida, residindo na cidade de Tucunduva, e, como entretenimento e lazer, faço caçadas e pescarias, tendo como locais os rios e matas que circundam a Barra do Quaraí (Vide fotos). Continuo apaixonado pelo futebol assistindo diariamente pela TV por no mínimo três  horas.  Ainda pratico, no esporte amador, o bolão. Tenho muitas histórias para contar, quer no âmbito do futebol, quer em pescarias e caçadas (nessas na grande maioria verdadeiras).



Colaboração de João Jayme Araujo/POA e Raul Meneguini/SRO

Nenhum comentário:

Postar um comentário