sábado, 3 de setembro de 2011

Futebol Amador

E. C. Guarani de Lajeado Pessegueiro comemora seu cinquentenário com uma grande festa.
Festa

No domingo,04, o EC Gurani comemorou seu cinquentenário com uma grande festa na Comunidade Perpétuo Socorro. Mais de 1000 pessoas participaram do almoço festivo onde foram homenageados ex-presidentes, ex-atletas e soberanas. Também foi apresentado um vídeo que conta a história da comunidade de L. Pessegueiro e do EC Guarani. Foi uma tarde de muita emoção para os alvi-verdes.


Fundação

Com o objetivo de praticar o futebol, como forma de lazer e competição, um grupo de jovens agricultores, liderados pelo Professor Roberto Lucio Schneider, em 03 de setembro de 1961, fundaram o Esporte Clube Guarani do Lajeado Pessegueiro – Santa Rosa. Mas, antes disso, já em 1957, surgiram os primeiros chutes na bola, quando aos domingos a tarde os jovens se reunião nos gramados dos potreiros e praticavam este esporte. O primeiro nome atribuído pelo professor foi Flor de Pessegueiro. Logo depois, numa inscrição de torneiro, quando perguntaram o nome do time, Ari Richter gritou Guarani, e assim ficou até hoje fazendo história no futebol regional. O primeiro presidente foi o Senhor Miron Ivoni Knap que hoje reside no Estado do Paraná.



Conquistas

Dentre os mais importantes, destacamos o Bicampeonato Municipal de1974 e 1975, Campeão invicto, em 1992, da Associação de Clubes de Cruzeiro e Santa Rosa. Em 2010, Campeão Municipal da Categoria Veteranos. Em 2011 Campeão Futebol de Areia do Verão Mágico.




Homenagem

Na segunda-feira,29, a Câmara de Vereadores de Santa Rosa, em sessão especial, fez uma bela homenagem ao EC Guarani.

Personalidade

De saudosa memória, BenvindoTúlio Tolazzi, é uma das pessoas mais lembradas pela sua importância na historia do clube. Por vários anos presidiuGuarani, com apoio da família, organizando os jogos e atividades sociais, como os bailes da escolha das soberanas. Hoje, a terceira geração da família Tolazzi está à testa do Guarani.

A comunidade de Lajeado Pessegueiro




Situado na antiga estrada que ligava a então Colônia 14 de Julho com o resto d o Estado, por volta de 1910, ali se instalaram as primeiras famílias, como: Moura, Maciel, Leal e Zorzan. A Colônia de Pessegueiro, se estabeleceu quando da construção da estrada para Boca da Picada (Giruá). Com a divisão dos lotes, chegaram as famílias Schumacher, Khun, Raube r, Loeblein, Schnorr, Sost, Ritt, Cerutti, Knack, Weber, Schneider e Baungartner. Com os imigrantes veio o comercio e a industria e tornou Pessegueiro se tornou economicamente forte e próspero. Com a construção da ERS 344, ligando Santa Rosa-Giruá, a estrada que ora era transitável, se tornou ligação secundária. Com o êxodo rural e a imigração de famílias para outras regiões e estados, o comercio que ali havia estabelecido, mais ferraria, serraria, alfaiataria, moinho e e rvateira, foram cessando suas atividades. Hoje, a agricultura diversificada é a fonte de geração de renda das famílias, como o cultivo da soja, do trigo , do milho e da produção leiteira. Mesmo assim, continua sendo uma comunidade unida em torno de seus ideais, forte e organizada e com grand es lideranças.

3 comentários:

  1. Parabens para quem colocou esta homenagem, fiquei feliz, de coração apertado, e a todos que participaram da festa (fazem parte desta historia), um abraço Adico Tolazzi, o Guarani é uma paixão.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, Adico! Eu estive na festa. É nosso compromisso apoiar o futebol amador. Um abraço!!!!

    ResponderExcluir
  3. Também estava presente na festa e quero parabenizar as pessoas que organizaram a festa de muitos momentos emocionates, parabéns a todos!

    ResponderExcluir