quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Futebol Amador

PALMEIRAS: O COPEIRO DO BAIRRO GLÓRIA.


Com mais de duas dezenas de títulos conquistados somente no futebol de campo, o Palmeiras do Bairro Glória é o maior “papador” de títulos do futebol amador do município de Santa Rosa. Conhecido, também, pelos seus torcedores, como “copeiro”, alguns  carinhosamente o chamam de  “palmeiroso”, enfim, o verdão é o orgulho do Bairro.



Fundado em 1º de maio de 1965, no dia nacional dedicado ao trabalho, não poderia ser diferente. Um grupo de trabalhadores da comunidade da então Vila Glória, funda o novo clube de futebol para disputa de amistosos  com o objetivo de agregar as pessoas da comunidade e levar aos jovens a pratica de um esporte saudável. Pessoas como os irmãos José Vicente dos Santos Silva e  Paulo Adir Santos da Silva, Lorivaldino das Dores e Romalino das Dores, mais Delvir de Moura, Odenil Pires(Nico), estes remanescentes do Vasco da Gama, onde somaram-se, Eloi Thomas, João Helmtuh Petry, Valdir Souza e Nerci
Rosa, fundadores, nem poderiam imaginar a grande contribuição que estavam dando ao futebol amador. Segundo Olimpio Dinarte, a primeira denominação, foi provisório, de Vasco da Gama, pela semelhança do uniforme com o clube do Rio de Janeiro. José Vicente, quando se mudou da Vila Sulina para a Vila Gloria, no ano de 1964, trouxe na bagagem, um terno de camisetas do tipo regata. Juntou um grupo de guris para montar um time de futebol, o qual denominou Vasco da Gama, pois, as camisas tinham uma faixa preta transversal na frente, que havia sido confeccionada pela sua mãe, de profissão costureira. Quando terminaram as camisas regatas, o time ficou sem uniforme. Na vila, já existia um time de adultos, chamado de Gloria, porem, este teve vida efêmera e sobraram as camisetas, que pertenciam ao Senhor Ervino Krieser, gerente de um posto de combustível na Avenida Tuparendi, próximo da Vila Gloria. Este resolveu fazer uma doação das camisetas para a meninada, porém a cor era verde. De posse das camisetas, José Vicente batizou o time com o nome de Palmeiras, em alusão a cor das camisas, deixando de ser Vasco da Gama. Os três primeiros presidentes foram por ordem: João Pires de Almeida, Santo Bastos e Alfredo Weiler.
Em 1997, a Sociedade Esportiva Palmeiras, por força de lei, mudou sua denominação jurídica para Palmeiras Futebol Clube.
O primeiro jogo foi no estádio da cidade de Tuparendi, lembra Dinarte, contra o  Tabajara AC, que na época  disputava o campeonato estadual de amadores e tinha uma grande equipe. Fomos lá, e vencemos o jogo pelo placar de dois a um, sendo que o primeiro tento foi anotado por José Vicente Silva, lembro bem., diz Dinarte. Entusiasmamos e continuamos adiante com a idéia de clube e hoje o Palmeiras esta aí, forte, finaliza  Dinarte.
O primeiro grupo de atletas, segundo Paulo Silva, convidados pelos fundadores, foi: Pedrinho, Oceano, Jairi, Si, Joãozinho, Hélio Marafiga Leal, Ernani Schroeder, João Ponciano(o Prego) Alceu Thomas, Vandir Mieth, Adalberto Alovisi, Darci da Silva(o Formiga), Aldorindo Dinarte, Aldo Brun, André Torunski, Chico, Alípio e Carlinhos.
Por volta de 1976/77, havia um contingente de atletas muito grande que disputavam posição nas diversas categorias. Então, um grupo de atletas, que não tinham oportunidade, descontentes, fundou o Avaí F.C. Teve vida efêmera, por volta de dois anos, segundo Dinarte, depois voltaram ao Palmeiras.
Na década dos anos 1990, havia grande rivalidade nos campeonatos municipais entre Palmeiras, Ferroviário e Tarumã, que disputavam praticamente todos os títulos entre as três agremiações, verdadeiros clássicos que entusiasmavam as torcidas.
Atualmente o Palmeiras trabalha com várias categorias no futebol de campo, mas, também, priorizam outras atividades como o futsal, o futebol sete e o futebol de areia, além das atividades sociais, com títulos conquistados em todas as atividades esportivas relacionadas.
Hoje o Palmeiras é um dos clubes amadores mais organizados e simpáticos da cidade.

PRESIDENTES:
Os três primeiros foram Santos Bastos Pires de Almeida e Alfredo Weiler, depois seguiram: Nelson Alovisi, Aldorindo Dinarte(foto ao lado), Darci da Silva (Formiga), Jucelino Menin (Gordo) Gilberto Oliveira Godoi, Aldo Brun, Adalberto Alovisi(atual Presidente de Honra), Vicente dos Santos, Alcidio Jose Severo, Amílcar Feltraco, Olimpio Dinarte(Bigu) e atualmente Jelso Davi Kraulich.

CONQUISTAS:
A saga de títulos do Palmeiras começou em 1982, quando conquistou naquele ano cinco títulos de campeonatos em várias modalidades promovidos pela Secretaria Municipal de Cultura, Esportes e Turismo. Naquele ano foram os seguintes: Campeão do Torneio de Futebol Sete, Campeão Juvenil de Futebol de Salão (hoje futsal), Campeão do Torneio Futebol de Campo Troféu Antonio Carlos Borges, Campeão Torneio Futebol de Campo 51 anos de Santa Rosa e Campeão 2º Torneio de Futebol Sete.

                                                               Campeão em 1982
                                   A partir de então, foram as seguintes conquistas:

1983 – Campeão Regional – disputou o titulo eliminando o Ipiranga de Vila Sulina e Motoristas de Santo Cristo).
1984 – Campeão Regional – disputou o quadrangular final conta o Tabajara de Tuparendi, Cruzeiro de Campo Alegre e Associação Independência e o próprio Palmeiras.
1989 – Campeão Municipal Categoria Principal (venceu o Ferroviário na cobrança de pênaltis).
1991 – Campeão Regional
1991 – Campeão Municipal Categoria Principal
1993 – Campeão Municipal Categoria Veteranos
1996 – Campeão da Liga de Cruzeiro, Categoria Principal.
1997 – Campeão Municipal Categoria Mirim
1997 – Campeão Municipal Categoria Aspirantes
1998 - Campeão Municipal Categoria Aspirantes
2001 - Campeão Municipal Categoria Principal
2001 - Campeão Municipal Categoria Aspirantes
2002 - Campeão Municipal Categoria Principal
2002 - Campeão Municipal Categoria Aspirantes

Campeão Municipal de 2002
 
2003 - Campeão Municipal Categoria Principal
2003 - Campeão Municipal Categoria Aspirantes
2004 – Campeão Torneio Verão Mágico RBSTV Futebol de Areia
2005 – Campeão Torneio SESC futebol sete
2007 – Campeão Regional Torneio SER Concordia/Sicredi
2007 -  Campeão Torneio Verão Mágico RBSTV Futebol de Areia
2008 – Campeão Futsal Categoria Livre Secretaria Municipal de Esportes.
2009 - Campeão Municipal Categoria Aspirantes
2011 - Campeão Municipal Categoria Veteranos
2011 - Campeão Quadrangular em homenagem a Valdir Dani
2012 – Campeão Quadrangular em homenagem a Valter Botijão
2013 - Campeão Municipal Categoria Principal(venceu o Esportivo de Bela União: 3 a 2).
2013 - Campeão Municipal  Categoria Aspirantes.
- Octa campeão Quadrangular Brasil x Argentina em Oberá Missiones
- Bi campeão Futebol Sete SER Cisne

As três decisões dos títulos da categoria principal, foi frente o Tarumã da Vila Timbaúva. Já o tri campeonato da categoria aspirante, as decisões de 2002 e 2003 foi contra o Tarunã e 2001 contra o Ferroviário.
As principais conquistas foram: o tricampeonato municipal principal e aspirante 2001/02/03, consecutivos, e o tricampeonato regional 1983/84/91.

Campeão Regional 1991

Vice-campeonatos na categoria principal:
1985 – Derrotado na final pelo Águia Negra da Vila Planalto por 1 a 0.
1990 – Empatou em 0 a 0 no tempo regulamentar e perdeu nos pênaltis(3 a 1) para o Ferroviário.
1993 - Perdeu novamente para o Ferroviário pelo placar de 2 a 0.
1997 – Perdeu 1 a 0 para a A.A. União da Vila Oliveira.
2010 – Derrotado pelo Esportivo de Bela União por 3 a 1.

A SEDE DO CLUBE:
A primeira sede situava-se onde está hoje o Posto de Saúde. Em 1976, passou para um novo local, onde permaneceu por 37 anos, até 2013. O Estádio Jorge Vieira Marques, localizado atrás da comunidade católica Nossa Senhora da Glória, servia para treinos, jogos e atividades sociais. O nome do Estádio é uma  homenagem ao desportista Jorge Vieira Marques(Foto ao lado), pai de cinco filhos, que atuaram como atletas do clube: João Luiz, Marcos Antonio, Givanildo, Renato e Jairo, sendo que três deles foram  profissionais em clubes do estado. Com o crescimento da cidade e a especulação imobiliária avançando, o Palmeiras negociou sua praça de esportes. A terra onde se localizava a sede, pertencente ao Senhor Edmundo Fitz, foi vendida  ao Empreendimento Glória, da família Sauer. Outra nova sede, em negociação com o novo empreendimento, está sendo erguida no próprio bairro, próximo da antiga. Esta deverá ter a mesma estrutura, com alambrado cercando o campo de jogo, vestiários, copa e um bom espaço para a torcida e estacionamento, em comum acordo com a empresa loteadora.


FORA DO ESTADO:

Além de disputar jogos oficiais e amistosos no município e região, o Palmeiras realizou várias excursões ao Estado do Paraná e na vizinha Republica Argentina, para jogos amistosos.
Ao estado do Paraná, excursionamos em quatro oportunidades para as cidade de São Pedro do Iguaçu e Santa Tereza, a fim de disputar  jogos amistosos e confraternizar. Para Marechal Candido Rondon, excursionamos em duas oportunidades. Do Paraná, também, recebemos em nossa sede, uma delegação da cidade de Realeza.
Na vizinha República Argentina, em sete oportunidades, fomos confraternizar e jogar com os hermanos, na cidade de Oberá, Província de Missiones. Lá enfrentamos a AEMO – Associação Esportiva dos Municipários de Oberá.  Também excursionamos para Sant’Ana de Las Missiones, entre Oberá e a capital da Província, Possadas.

GRANDES JOGADORES PROFISSIONAIS INICIARAM NO PALMEIRAS:
O clube foi revelador de grandes atletas. Em sua trajetória esportiva  revelou atletas como os irmão João Luiz, Givanildo, Renato e Jairo da família Pazze Marques. Os três primeiros foram atletas profissionais no Dínamo FC disputando a divisão principal do campeonato gaúcho de 1991 a 1993. João Luiz é considerado o melhor atleta, com maior numero de gols marcados,
na era profissional do Dínamo.  Jogou também no Novo Hamburgo, no São Luiz de Ijuí e no Glória de Vacaria.  Além destes, de lá também saíram  para o profissional:  Peixe, o goleador Toninho, ambos no Dínamo. Por lá também jogaram outros atletas profissionais como os goleiros Lamar, Nelson e Danilo, o zagueiro Salsicha, Jelso, Marcelo Moura, Zequinha, Fio, Góia, Ivo, Edo, Caio, Alexandre Bindé e o atacante Leandro. Também por lá atuou Jair Rodrigues (Jajá), que jogou por vários clubes do Rio Grande do Sul. Outro grande destaque foi Eliseu, irmão do atacante Toninho, que atuou pelo Internacional de Porto Alegre, depois em Portugal e na China. Diego Rambo, jogou em Bréscia na Itália, Sandro (conhecido pela torcida por Vermelho), jogou no Juventus local e no Japão e Junior Brun que também jogou no Juventus, atuou no Aimoré de São Leopoldo.O Palmeira é um clube formador de atletas.

OS JOGOS DO TRICAMPEONATO – 2001/2002 e 2003.
Campeonato de 2001 - Palmeiras 2 x 0 Tarumã – 21/12/2001 – Estádio Carlos Denardin. Palmeiras: Felipe: Jarbas, Joel, Mano e Renato: Junior, Jair e Fabiano (Alexandre - Mano) e Givanildo (Adriano): Cristiano (Carlos Marques) e Edo (Dudu). Técnico: Pedro Dinarte. Tarumã: Sandro Maikel (Pato), Carlito, Odair (Márcio) Fredão e Jéferson: Venilton, Gian Mazzoco e Rogério (Rafaeli): João Luiz e Martins. Ténico: José Aurélio. Gols de Givanildo e Junior (pênalti) todos na 2ª etapa. Arbitragem de Ivo Schmidt auxiliado por Volni de Moura e Evaldi Mogdans. Jéferson do Tarumã foi expulso.
Na preliminar os aspirantes do Palmeiras venceram o Ferroviário com gol de Marcio Severo, sagrando-se campeão de categoria.

Bicampeonato de 2002 - Palmeiras 2 x 1 Tarumã – 20/12/2002.  Estádio Carlos Denardin. Com Pedrinho Boca no comando técnico, o Palmeiras sagrou-se campeão da categoria principal, vencendo novamente, na final, o Tarumã, pelo placar de dois tentos a um, com gols de Edo, duas oportunidades e Givanildo, descontando para o Tarumã. O goleiro Jordão, o zagueiro Jarbas e o atacante Edo foram os destaques do jogo.
Na preliminar, o Palmeiras também venceu o Tarumã, na categoria de aspirantes, pelo placar de três tentos a zero, sagrando-se novamente campeã.

Tricampeonato de 2003 - Palmeiras 3 x 0 Tarumã – 27/12/2003. Estádio Carlos Denardin. Palmeiras; Jordão: Alexandre, Jarbas, Marcelo Moura e Paulinho: Gilberto, Rodrigo, Sávio e Leandro Mahl: Sérgio e Fabiano; Atuaram ainda, Cláudio Dianrte, João Luiz, Paulo e Cláudio Zalamena. Técnico: Alípio Kempfer. Tarumã: Nelson: Valdir, Marcelo, José Alfredo e Rubens: Paulo, Emerson e Jorge: Hilson e Didi. Atuaram ainda, Sandro Diel, Rodrigo, Rogério, Douglas, Edgar e Lucas Ribeiro. Técnico: Santo Martins. Gols de Paulinho, Sérgio e Gilberto.  Arbitragem de Ivo Schmidt auxiliado por Egon Mittelstadt e Ademar Borges Figueiredo.
Na preliminar o Palmeiras venceu o Tarumã na categoria de aspirantes pelo placar de  dois a zero, com gols de Alessio Knebel e Jelso Kraulich. Arbitragem João Carlos Rodrigues.

Campeão Municipal 2013



Agradecimentos: Olímpio Dinarte(Bigu), dirigente e  atleta, Luiz Fernando Rabuske, ex-atleta.
Fontes de pesquisa: Jornal Noroeste, Jornal Gazeta Regional, Jornal a Folha Hoje e o Jornal O Grande Santa Rosa.
Fotos: Facebook Palmeiras Santa Rosa, Olimpio Dinarte e Arquivo do Blog.
Contatos: Olimpio Dinarte, fone 55 8128-2266, Rua Jorge Vieira Marques, 137, Bairro Gloria – Santa Rosa/RS.
Um agradecimento especial ao internauta anônimo que nos sugeriu a matéria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário