domingo, 24 de outubro de 2010

Guarany x Juventus

Juventus perde e fica fora da próxima fase da Copa Ênio Costamilan.

Foto: Guarany de Camaquã
O Juventus foi a Camaquã, neste final de semana, 23/10/10, jogar a partida de volta, no Estadio Silvio Luís, com o jogo marcado para as 16 horas.
O duelo foi muito disputado, num estádio acanhado e campo pequeno, além da pressão da torcida (2.000 pessoas) , o jogo foi muito conturbado. O Juventus suportou todo o primeiro tempo, a pressão bugrina, inclusive com a arbitragem numa tarde pouco inspirada.
Querendo segurar o ímpeto dos jogadores, de cara aos 6 minutos expulsou o jogador Luther (J), por reclamação, mesmo ainda não tendo o cartão amarelo, exagerando na mesma, deixando o Juventus praticamente o jogo todo com 10 jogadores.
Aos 15 do 1º tempo numa jogada Hiroshy corta o supercílio e é substituído por Júnior. Aos 2o, Tatto e João Carlos recebem cartão amarelo. No mesmo lance, o Preparador Físio do Juventus foi cobrar atitude do árbrito e foi expulso. Aos 28, Baron substitui Fabinho por Ismarlei para ter um maior poder de marcação. E, assim acabou o 1º tempo, com 3 minutos de acréscimo.
No 2º tempo logo aos 5, Rafael Paraíba, abre o placar. Numa bola aérea, toca de leve na saída de Altieri, que nada pode fazer. A torcida do Bugre exigia que o time fosse para prente, atacando mais. Aos 15, Júnior toca para área e mais uma vez o centro avante Paraíba marca. Aos 20, ais Vandré, entra Edilsom e aos 34, Evandro no lugar de Giovani e Flávio no lugar de Douglas. Aos 40, amarelo para Alex Oliveira. Aos 47, o árbitro encerra o jogo com dois minutos de acréscimo.
Os jogadores do Juventus reclamaram muito da atuação do árbitro Francisco Neto, que foi auxiliado por Marcelo Oliveira e Jorge Cardoso.
O Juventus perdeu com: Altieri: Teco (Lucas), Fred, João Carlos e Luther (expulso): Sérginho, Donovam e Fabinho (Ismarlei): Giovani (Evandro) Bruno e Tatto. Técnico: Marcelo Baron.
O Guarany conseguiu a classificação com: Douglas Motter: Alex Oliveira, Ícaro, Valença e Márcio: Belmonte, Douglas Marques (Flávio) e Vandré (Edilson): Sampaio, Rafael Paraíba e Hiroshi (Júnior). Técnico Paulo Henrique Marques.
Com a eliminação do torneio, agora a diretoria do Juventus, volta todos seus esforços na organização do Campeonato Brasileiro Sub-20, sede de Santa Rosa e planejar a organização de uma equipe para disputaar a segundona gaúcha de 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário