quinta-feira, 19 de maio de 2011

Terceira Fase

Juventus mantem invencibilidade em casa
Equipe do 14 de Julho tumultuou muito o jogo e apresentou pouco futebol

O Juve de Santa Rosa largou com vitória na terceira fase da Segundona 2011. Ontem(18) a equipe recebeu o 14 de Julho de Santana do Livramento no Estádio Carlos Denardin.

No embalo da torcida “Los Pibes”, representada pelas cores verde e vermelha, que alegrou a noite com cantorias e aplausos, o Juventus não entrou na onda do time adversário. A equipe do 14 de Julho, que viajou muito para chegar em Santa Rosa, parecia não ter vindo somente para jogar e apresentar seu futebol. O jogo foi marcado por faltas graves, paralisações, expulsões, confusões, além é claro, de mais uma bela atuação do plantel juventino que não se deixou abater a tudo isso.

O jogo
Os primeiros minutos foram de grandes oportunidades para o Juventus. Logo, aos 11 minutos, numa cobrança de falta, o time da casa teve a chance mais nítida de gol com o jogador Gabriel. Bola bateu no travessão e saiu pela linha de fundo. Poucas chances para o 14 de Julho, que tenta chamar a atenção de outra forma. Confusão entre os bancos de reservas e jogo paralisado por uns minutos. Resolvida a situação, somente com advertência feita pelo juiz Jean Pierre. O Juventus seguiu pressionando e, aos 26 minutos, Donovan de fora da área bateu forte, a bola acertou o travessão, quicou no gramado e parou nas mãos do goleiro Yai, mas o auxiliar confirmou o gol. 1x0.

Passados 10 minutos, os juventinos com a maior posse de bola, ampliaram o placar. Na cobrança de escanteio, a bola sobrou para o zagueiro Carlão, que dominou e mandou para rede: 2x0.

A pressão do time de Santa Rosa continuou no segundo tempo. Aos dezoito minutos Gabriel cruzou a bola que chegou aos pés de Giliardi, que sem marcação mandou para o gol: 3x0. O 14 ainda descontou o placar com um pênalti marcado aos 30 minutos, gol de Vagner: 3x1, placar final.


EXPULSÕES
O time adversário terminou a partida com 7 jogadores na linha. Foram 3 expulsões ao longo da segunda etapa. Primeiro, Luis Paulo, seguido por Botcha e, por último, Fábio Souza. Todos por jogadas violentas e agressões. O juiz acabou a partida sem acréscimos, evitando assim, outras confusões.

Juventus Atlético Clube mais uma vez confirma vitória jogando em casa. Durante toda a competição, somente uma vez, saiu com o empate, apresentando assim, a melhor campanha, seguido do Brasil de Farroupilha. E, pelo futebol apresentado, aliado ao preparo, tanto físico quanto emocional, a equipe pretende conquistar para o próximo ano o lugar na primeira divisão do Campeonato Gaúcho.

Juventus (3): Vagner: Airton, Carão (Jesum aos 21 do 2º), João Carlos e Tatto: Márcio Oldra, Donovan (Teço aos 28 do 2º) e Gabriel ( Fabinho aos 215 do 2º): Gilliardi, Maicon e Douglas. Técnico Gelson Conte.

14 de Julho (1): Yai, Fabio Souza, Leo, Leo Korte, Botcha, Vando, André Silva (Martin aos 23 do 2), Vagner (Claudio JR aos 31 do 2) Luis Paulo, Hilton (Gamela), Eduardo, Técnico Julio Fuentes

Arbitragem de Jean Pierre Gonçalves auxiliado por Rafael da Silva Alves e Charles Lorenzetti.

Gols: Donovan aos 25, Carlão aos 36 da 1ª etapa e Gilliardi aos 19 da 2ª (J) e Cláudio Jr. Aos 29 do 2º (14).

Cartões amarelos: Botcha aos 11 do 1º, André Silva aos 6 e Leonardo aos 10 do 2º (14).

Cartões vermelhos: Luís Paulo aos 17, Botcha aos 26 e Fábio Souza aos 40 todos no 2º tempo (14)

O próximo jogo é domingo, 22, contra a equipe do Glória de Vacaria, na cidade de Vacaria.

Fonte: noroestenoticias e jornalista Daniela Balkau


Nenhum comentário:

Postar um comentário