terça-feira, 10 de abril de 2012

Futebol Amador

Tiaraju Futebol Clube completa 57 anos.

Com sede em Esquina Londero, Dr. Mauricio Cardoso/RS., o Tiaraju, como é conhecido, foi fundado em 10 de abril de 1955, pela liderança do Professor José Danilo Braun, com o objetivo de disputar partidas de futebol com os times das comunidades vizinhas, como Esquina Pedregulho, Esquina Grápia, Lajeado Vargas entre outras. No inicio de sua trajetória esportiva, apenas atletas da comunidade vestia o uniforme verde-amarelo. Mas, aos poucos, com a proximidade com a província argentina de Missiones, tendo apenas o Rio Uruguai como obstáculo, começaram a realizar jogos também com times castelhanos. A amizade fluiu com los hermanos, e houve uma temporada, nos finais de semanas, atletas do lado de lá, atravessavam o rio para reforçar o Tiaraju.

O primeiro campo, de chão vermelho, localizava-se ao lado da Escola Rural, no sentido leste-oeste, com declive para o oeste, enquanto um time descia, o outro subia para o ataque.

No final da década de 60, com o auxilia do poder publico municipal, foi construído um novo campo atrás da comunidade católica Nossa Senhora de Fátima, onde permanece até hoje. O clube montou uma boa estrutura, com campo gramado, alambrado, lance de arquibancada, vestiários e uma quadra esportiva, valorizando a pratica do esporte e os jovens da comunidade.

Na década de 70, havia muita rivalidade com as comunidades próximas, principalmente com o Juventus de Esquina Grápia (hoje desativado, nem campo existe mais por lá), quando dos jogos entre ambos eram ferrenhamente disputados. Além deste, na época, havias disputas memoráveis com o Atlético de Lajeado Vargas, o Tupi de Pedregulho, o São Luiz de Mandurim, o Guarani de Gauabiroba, o Ipiranga de Dr. Mauricio Cardos, o Farroupilha de Vila Pitanga, entre outros.

Fundado em 1955, sofreu uma parada na primeira metade dos anos 60, reativado a prática do futebol em 1967, ainda no velho campo da escola, depois passando para o novo campo.

O Tiaraju sempre disputou campeonatos municipais, o primeiro em 1969, quando pertencia a Horizontina e a partir de 1988 ao município de Dr. Mauricio Cardoso. A estréia no primeiro campeonato ocorreu em casa, contra o Olaria de Vila Pranchada. O resultado foi uma derrota de 3 a 1, com uma arbitragem facciosa, que veio de Horizontina e beneficiou o Olaria claramente. O gol do Tiaraju foi marcado por Romeu. Alguns atletas que participaram do primeiro campeonato: Noeli, Aristeu, Zire, Pelé, Celso, Donato, Sérgio, Danilo, Flori, Vilmar e Romeu, entre outros. Naquele ano não realizou uma boa campanha.

Nossa homenagem ao Tiaraju FC, pelo seu aniversário.

Fonte de texto e fotos, links abaixo:

http://www.tfc1955.hdfree.com.br/inicio.html

http://www.tiarajufc.blogspot.com.br -

http://tiarajufc.hd1.com.br

Um pouco da história da comunidade de Esquina Londero:

Em busca de oportunidades um grupo de descendentes de italianos deixa a 4ª Colônia e se embrenham na mata próximo ao Rio Uruguai na divisa com a Argentina.

Na década de 1930, um brasileiro de nome Itálico Londero, adquiriu uma gleba de terras na vizinha República Argentina, na Província de Missiones, para a exploração de madeiras.
Londero era natural de Santa Maria. Instalou serrarias e beneficiadeiras de madeira na costa do rio Uruguai. Reuniu para isso, um grande número de trabalhadores, formando pequenas povoações, dos quais a maioria eram de brasileiros.
A única via de transporte para essa população era o rio Uruguai A povoação ali formada passou a chamar-se Londero, devido ao nome do proprietário da gleba e das indústrias.
Na década de 1940, famílias dos municípios de Cachoeira do Sul e de Santa Maria entre outros, vieram estabelecer-se na costa do rio Uruguai, em terras brasileiras, em frente ao referido Londero, no então município de Santa Rosa.
De início foi aberto um porto na costa brasileira para facilitar as relações entre os dois núcleos de povoação, pois, grandes partes dos provimentos, para os moradores da Argentina, eram feitas no Brasil. Este porto passou a chamar-se Porto Londero, do lado brasileiro e Puerto Londero do lado argentino.
Mais tarde, com a vinda de novas famílias a povoação brasileira foi aumentando. Foram abertas estradas e as moradias aumentavam em número.
Pensou-se logo na educação e formação dos filhos. Assim era necessária a construção de uma escola para o atendimento do ensino às crianças. A idéia foi lançada e logo a obra foi atacada.
O lugar par a escola foi escolhido uma localidade mais central, acessível a maioria da população, distante a 4 quilômetros do porto. Ao redor da escola, que serviu de igreja por muito tempo, instalaram-se diversas famílias, formando uma pequena e próspera população que passou a chamar-se esquina Londero. Foi primeiro Professor o Senhor Aurélio Nogara, pessoa da própria comunidade que possuía maiores formações.
Havendo ali um entroncamento de estradas, passou a chamar-se Esquina Londero, que se localiza no interior de Dr. Maurício Cardoso, à margem esquerda do Rio Uruguai, aproximadamente 10 quilômetros da. Na época de fundação pertencia a Santa Rosa. A partir de 1954, ao município de Horizontina. A partir de 1988, com a emancipação de Dr. Maurício Cardoso, pertence a este município.
As primeiras famílias colonizadoras chegaram na década de 40, de origem italiana, provindos das localidades de Vale Vêneto, Ribeirão, São João do Polêsine, Val Fetrina, Val Veronês e Val de Buia, na 4ª Colônia. Na verdade eram filhos e netos de imigrantes que com a formação de novas famílias não havia mais espaço naquelas comunidades. Com o surgimento da Colonização de Santa Rosa, com novas terras, para cá vieram e se estabeleceram para dar uma condição melhor de sobrevivência e futuro para seus filhos. Eram famílias com grande número de filhos.
As famílias de descendentes de italianos vindas da 4ª Colônia eram: os Chiapinotto, Dotto, Foletto, Bolzan, Ferrari, Pivetta, Rorato, Cremonese, Guarienti, Desconsi, Rossarola, Tonel, Vicentini, Michelotti, Zanini, Nardi, Nogara, Bortolin, Pozzobon e Somavilla . Depois vieram mais famílias italianas e de outras etnias.

6 comentários:

  1. Bom dia. Faço parte da equipe do Tiaraju, e sou o criador e editor do blog (www.tiarajufc.blogspot.com), o qual é citado como fonte neste texto, que descobri por acaso.
    Ontem comentei com outros membros sobre este texto, e gostaríamos de saber quem foi o criador. Muito obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amigos! Sou torcedor do Tiarajú desde criança, pois, nasci nessa comunidade. Depois, sai para estudar e hoje resido em Santa Rosa e mantenho este blog. Quando posso vou até Esquina Londero, pois tenho parentes e amigos por lá. A poucos dias estive no Jantar Italiano. Então, resolvi fazer esta homenagem ao Tiaraju FC, no seu aniversário. Um abraço a todos vocês.

      Excluir
    2. Imaginamos que você fosse de Londero. Qual é o nome do senhor?
      Ao mesmo tempo que escrevo este comentário, estou passando o texto que escreveu para o blog to Tiaraju, se assim me permitir. Colocarei seu nome como colaborador assim que me disser. As atas de fundação e outros documentos estão perdidos, e agora graças a você posso contar um pouco da história do Tiaraju. Muito obrigado.

      Excluir
    3. Olá, Amigos! Esqueci do me apresentar. Deculpe. Sou Atanagildo G. Rorato. Tenho lembranças do Tiaraju do tempo em que morei em Londero. Talvez, alguma coisa eu possa descrever ainda na medida do tempo que disponho. Pode postar a matéria no seu blog. Tenho dois e-mail se quiserem contatar diretamente; um é ag.rorato@terra.com.br e o outro é agrosantarosa@bol.com.br. Temos que resgatar a história do Tiaraju. Um grande abraço!!!

      Excluir
    4. Boa tarde Atanagildo! passei o texto para o blog do Tiaraju, com algumas mudanças e acréscimos, e agora vou por seu nome lá. Se quiser ver o texto, é só acessar o blog e entrar na página 'história'. Está bem. Se tiver mais alguma coisa que queira sugerir, será muito bem vindo, meu e-mail é giobortolin@hotmail.com.

      Saiba que você proporcionou um grande acréscimo ao blog. Eu estava a tempo em busca da história, mas sem as atas e boa vontade estava difícil.

      Muito obrigado, espero conhecê-lo em breve. Grande abraço.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir